VOCÊ ESTÁ AQUI:
  • Família rural realiza sonho da agroindústria e já faz novos planos para o futuro em Santa Luzia do Oeste
Família rural realiza sonho da agroindústria e já faz novos planos para o futuro em Santa Luzia do Oeste
  • Fonte: Decom
  • Publicada em 18/05/2017 às 19:23
Residente em Santa Luzia do Oeste desde 2004, Lucineia Marquetti e Giomar Jacobsem nem imaginavam que seriam empresários de sucesso.

Residente em Santa Luzia do Oeste desde 2004, Lucineia Marquetti e Giomar Jacobsem nem imaginavam que seriam empresários de sucesso. Acostumados à vida no campo, o casal adquiriu em 2006 uma propriedade de 4,84 hectares cada um. Como a área já possuía uma plantação de goiaba, deram início em 2007 a um processamento artesanal de polpa de frutas. Com isso, surgiu o sonho de instalar uma agroindústria.

O sonho tornou-se realidade em 2015, quando conseguiram concluir a estrutura física. As certidões e licenças para funcionamento foram conseguidas com a orientação da Empresa Autárquica de Assistência Técnica Técnica e Extensão Rural (Emater-RO) e o incentivo do Programa de Verticalização da Pequena Produção Agropecuária do Estado de Rondônia (Prove), criado pela Lei nº 2412/2011 para valorizar o pequeno produtor rural.

A agroindústria foi inaugurada com o nome de “Polpa de frutas Neia” e está localizada na Linha 185, Km 2,5, setor chacareiro, de Santa Luzia do Oeste. A mão de obra é exclusivamente familiar, e envolve seis pessoas da família na produção de goiaba, citros, maracujá, banana, graviola, abacaxi, acerola e amora. “A goiaba continua sendo a principal atividade, mas a família produz polpa de quase todas as frutas”, explicaram os extensionista da Emater-RO, Raphael Jacques Limper, Simone Assunção da Costa e Welliton Franco da Almeida, que dão assistência à propriedade.

Além de Santa Luzia do Oeste, a produção da agroindústria abastece com polpas de frutas os municípios da região, como Alto Alegre dos Parecis, Alta Floresta do Oeste e Rolim de Moura; e comercializam nos mercados, feiras livres e venda direta ao consumidor. A família participa ainda dos programas de governo de venda direta, como o de Aquisição de Alimentos (PAA) e o Nacional de Alimentação Escolar (Pnae).

Através da assistência técnica da Emater-RO, a família é orientada quanto ao manejo das frutíferas, como poda, controle de pragas e doença, calagem e adubação; na regularização da outorga do uso da água para irrigação e no cadastramento ambiental rural (CAR). Os extensionistas da Emater-RO ainda prestaram assistência na regularização da agroindústria, orientando quanto à documentação, rotulagem, planta baixa, anotação de responsabilidade técnica (ART), noções de associativismo e incentivo ao crédito rural para infraestrutura, aquisição de equipamentos (câmara fria, envasadora e seladora).

Com o sonho realizado, a família já tem novos planos para o futuro. A ideia é modernizar a agroindústria com novos equipamentos e ampliar a produção.

  • Atualizada em 18/05/2017 às 19:23:52