VOCÊ ESTÁ AQUI:
  • Mais servidores federais aprovam adesão de greve geral do dia 28
Mais servidores federais aprovam adesão de greve geral do dia 28
  • Fonte: Assessoria
  • Publicada em 19/04/2017 às 08:58
OU PARAM AS REFORMAS OU PARAMOS O BRASIL!

O SINDSEF (Sindicato dos Servidores Públicos Federais no Estado de Rondônia) realizou nesta terça-feira (18), visita aos filiados lotados na Superintendência do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), no Lacen, na Superintendência do Patrimônio da União (SPU), na Advocacia-Geral da União (AGU) e na Superintendência de Administração do Ministério do Planejamento (SAMP). A entidade também esteve promovendo reuniões nos municípios de Candeias do Jamari e Itapuã do Oeste.

Em todos os órgãos visitados, os servidores aprovaram, por ampla maioria, a adesão a greve geral no dia 28 de abril, contra a reforma da Previdência, Trabalhista e a retirada de direitos conquistados. Em Porto Velho, a paralisação nacional é organizada de forma conjunta, com diversas entidades sindicais e será realizada na Praça das Caixas D’Àgua, a partir das 8 horas, em Porto Velho.

Na quarta-feira (19), as reuniões terão prosseguimento nos órgãos federais e na quinta-feira (20), o SINDSEF realizará Assembleia Geral Extraordinária, na Sede Social da entidade, para mobilizar os aposentados, pensionistas, servidores do Ex-Território e demais filiados para aderirem à greve geral.

A reforma da Previdência (PEC 287/16) prevê aumentar a idade mínima para aposentadoria de 65 anos, sem diferenciação entre homens, mulheres, trabalhadores rurais e urbanos; tempo mínimo de contribuição de 49 anos para obter aposentaria integral; pedágio de 50% para cada ano que falta para a aposentadoria de trabalhadores que estão acima dos 50 anos (homens) e de 45 anos (mulheres) e que tenham ingressado no cargo até 2003; fim de Regimes especiais de aposentadoria; entre outros retrocessos.

O SINDSEF é contra a retirada de direitos dos trabalhadores e por isso, convoca a todos para se juntar ao movimento contrario as reformas impostas pelo Governo de Michel Temer.

OU PARAM AS REFORMAS OU PARAMOS O BRASIL!

  • Atualizada em 19/04/2017 às 08:59:56