VOCÊ ESTÁ AQUI:
  • Museu Itinerante Mistérios do Antigo Egito e Terra Santa chegam ao Shopping
Museu Itinerante Mistérios do Antigo Egito e Terra Santa chegam ao Shopping
  • Fonte: Assessoria
  • Publicada em 10/08/2017 às 15:11
Aproximadamente 130 peças, entre originais e réplicas que resgatam parte da história da humanidade, estarão em exposição até 10 de setembro

O Porto Velho Shopping recebe até o dia 10 de setembro o Museu Itinerante Mistérios do Antigo Egito e Terra Santa, que consiste em uma exposição de peças arqueológicas, entre 70 originais e 60 réplicas, pertencentes aos períodos distintos do Antigo Egito e da Terra Santa. O museu ficará aberto, diariamente.

O projeto foi idealizado e é dirigido pelo proprietário do acervo, Maisur Musa, que desde 1995 percorre o território brasileiro. Musa é um apaixonado por antiguidades desde os 15 anos de idade, quando fez sua primeira descoberta arqueológica na Palestina, e aos 17 anos fez sua primeira visita ao Egito.

Como se trata de uma exposição histórica há visitas guiadas e escolas podem agendar horário, com direito a uma palestra. A exposição ficará aberta de segunda a sábado, das 10h às 22h, e aos domingos e feriados, das 12h às 22h. O ingresso custa R$ 18,00 e R$ 9,00 (meia-entrada).

Destaque da exposição é que o visitante com apenas um ingresso pode visitar a mostra várias vezes e aproveitar outras visitas e palestras.

Entre as peças originais que estão na mostra, há um deus cananeu de aproximadamente 2000 a.C., candeias desde 2000 a.C. até 700 d.C., vasos, moedas, etc.

Entre as réplicas, há três do Faraó Tutancâmon como a Máscara Mortuária, um manequim que servia para provas de roupas e joias e o Ka dele (seu representante virtual após a morte) de aproximadamente 1323 a.C., famoso porque em sua tumba lacrada foi encontrado o maior tesouro reunido do Egito Antigo; o Busto da Rainha Nefertiti, de aproximadamente 1.330 a.C, famosa peça por ser considerada a mais bela mulher da antiguidade; e quatro múmias, onde pode-se ter a real ideia de como ficavam as cores e medidas dos corpos que foram conservados após a morte, bem como conhecer o processo de mumificação. Há também um sarcófago egípcio e um cananeu, onde a principal característica era a fisionomia do morto retratado.

O objetivo do evento é divulgar e esclarecer a verdadeira história de civilizações que deixaram o seu legado para a posteridade. Sendo assim, através da abordagem destas incríveis temáticas, com a riqueza de informações do acervo e do monitoramento dirigido, Maisur abre novas possibilidades aos visitantes, para que independente de faixa etária, tanto os profissionais da área, ou leigos e curiosos, sejam estimulados a exercitar a busca pelo conhecimento, assim como faziam os antigos egípcios.

  • Atualizada em 10/08/2017 às 15:18:30