VOCÊ ESTÁ AQUI:
  • O fisiculturista que leva o nome de Rondônia para o campeonato Brasileiro
O fisiculturista que leva o nome de Rondônia para o campeonato Brasileiro
Integrante da Amazon Nutri Team, Edmundo parte para sonhos mais altos, onde deve participar no Campeonato Brasileiro e com boas chances de trazer medalhas

 

Edmundo Matos Marques, empresário, administrador e estudante de nutrição e também um dos mais completos atletas da fisicultura da região Norte, tendo no currículo participação em alguns campeonatos e consagrado recentemente no Campeonato Amazonense onde venceu no geral – na categoria até 100 kg - e trouxe um prêmio valioro para Rondônia. Integrante da Amazon Nutri Team, Edmundo parte para sonhos mais altos, onde deve participar no Campeonato Brasileiro e com boas chances de trazer medalhas e trófeu para o Estado junto com outros atletas, como  Isaac Serfaty e o casal Patrícia e Gustavo Camargo.

Conheça um pouco mais da vida de treino e campeonatos do fisiculturista rondoniense com mais chance de destacar no brasileiro este ano.

O RONDONIENSE – - Há quanto tempo treina na academia? Porém quando foi que ir a academia se transformou num dever para entrar em competições?

EDMUNDO MARQUES – Eu treino há dez anos e treino para competições há quatro anos, a vontade de competir sempre tive, de melhorar o físico, crescer, evoluir o físico. A vontade competir veio naturalmente, apesar de que aqui em Porto Velho não se tinha incentivo algum e nem quem pudesse me orientar em relação a isso.

O RONDONIENSE - - Quando você percebeu que poderia aprimorar o seu físico e estar apto a entrar em competições? Você teve incentivadores?

EDMUNDO MARQUES – Após cinco anos de treino que eu fui começar a pensar em competir, pois foi quando eu tinha um físico apresentável e foi daí, junto com o meu treinador da época, o Geovani Sampaio, que hoje é nutricionista. E na ocasião eu procurei o nutricionista Rodolfo Peres, que já era um cara com destaque na mídia, isso no ano de 2012, então eu trabalhei com ele um ano para estar pronto para competir, porém eu não consegui desta vez.

O RONDONIENSE - - Quais os modelos de fisiculturistas se tornaram referências para você ter hoje o físico que lhe permite competir na sua categoria?

EDMUNDO MARQUES – Os fisiculturistas que me inspiram são da Golden Age, Arnold, Samir Bannout, Franco Columbu, os fisiculturistas clássicos, aquele shape mais clássico com a cintura mais fina. São esses que mais me inspiram, mas os atuais, Phil Heath, Ronnie Coleman, Jay Cutler, esses aí são todos ídolos também.

O RONDONIENSE - - Quando foi o seu primeiro campeonato e a receptividade de outros candidatos e juízes?

EDMUNDO MARQUES – Meu primeiro campeonato foi em 2014, eu saí do nada aqui de Rondônia para um campeonato brasileiro. Foi o meu primeiro e eu pude ir porque em Rondônia não tinha federação e até hoje não tem e eu fui convidado para competir direto o brasileiro, tendo ficado em 12º lugar na categoria 85 kg. Em 2015 foi o primeiro ano em que as federações estaduais poderiam convidar os seus atletas ou fazer uma seletiva e novamente fui convidado pela federação do  Amazonas a competir o Arnold Classic, e nesse eu já pude competir na categoria até 90 kg e nem me classifiquei. Depois disso em 2016 competi o Estadual do Amazonas fui campeão até 95 kg e posteriormente no mesmo ano eu competi o campeonato brasileiro e fiquei em 4º lugar. Este ano em 2017 competi até 100 kg no campeonato estadual, fui campeão no geral e passo agora para o brasileiro também na categoria até 100 kg.

O RONDONIENSE - - Como é a sua rotina de treinos? Hoje você vive apenas de fisiculturismo ou tem uma profissão ou estuda?

EDMUNDO MARQUES –  Eu treino por volta de duas horas por dia e cinco dias por semana, mas eu não vivo de fisiculturismo, eu sou empresário e administrador e também estudante de nutrição.

O RONDONIENSE - - Em período que você vai competir a série de exercícios, alimentação e rotina muda radicalmente para ficar mais competitivo?

EDMUNDO MARQUES – A rotina de treino muda um pouco na época de competição, o treino fica mais intenso e pesado. A gente deixa de fazer mais séries metabólicas para séries mais conjugadas, passa a pegar mais peso e mais intensidade. A alimentação também muda bastante. Fica mais regrado de carboidrato, normalmente eu ciclo o carboidrato, para quem não entende é que tem dia de carboidrato mais baixo, em dia de carboidrato mais alto, tem dias com zero carboidrato dependendo muito da condição do atleta na hora. O treinador me orienta a fazer de acordo com que ele vê no dia, então pode mudar toda a semana, eu posso ficar na mesma dieta um mês ou dois e ainda assim continuar tendo resultados satisfatórios.

O RONDONIENSE - - Fale agora a respeito do próximo campeonato. Quando vai ser? Quem além de você aqui de Rondônia também vai? A sua expectativa.

EDMUNDO MARQUES – A expectativa é muito boa para o campeonato brasileiro, vou estar estreando numa categoria muito difícil que é a categoria até 100 kg, que é a categoria pesada já, que é bem nova pra mim. É o primeiro ano que vou competir nela, a expectativa é muito boa, o meu físico no campeonato amazonense eu me surpreendi, gostei muito mesmo. A expectativa é ótima para o campeonato brasileiro que vai acontecer agora dia 14, 15 e 16 de julho. Daqui de Rondônia tá indo eu,  Isaac Serfaty – eu sou treinador dele -, temos também a Patrícia Camargo, da categoria Wellness, lá de Ji-Paraná, que também veio para brigar feio por medalha, ela é uma atleta excepcional da Wellness, e temos também o seu marido o Gustavo Camargo, que acabou de ser campeão na categoria até 90 kg, no Campeonato Amazonense e todos nós somos da mesma equipe, Amazon Nutri Team e estamos indo para brigar.

  • Atualizada em 14/07/2017 às 19:57:38