Error processing SSI file
VOCÊ ESTÁ AQUI:
  • Prefeitura ainda não tem um nome e nem previsão para substituto na EMDUR
Prefeitura ainda não tem um nome e nem previsão para substituto na EMDUR
  • Fonte: Da Redação
  • Publicada em 25/05/2017 às 18:54
Pouco menos de dois meses desde a sua posse Juscelino acabou sendo exonerado por Hildon

A prefeitura de Porto Velho ainda não tem substituto para assumir a vaga deixada pelo advogado e suplente de vereador Juscelino Moraes do Amaral (PR) na EMDUR – Empresa Municipal de Desenvolvimento Urbano, que foi exorado na terça-feira passada, 23, pelo prefeito Hildon Chaves, cuja decisão foi oficializada com a publicação no Diário Oficial do municipio.

A informação foi obtida pelo ORondoniense com o chefe da comunicação da Prefeitura, Valbran Júnior, que informou ainda não ter previsão para ocorrer a substituição no momento. Quem responde pela EMDUR hoje é a diretora administrativo e financeiro, Dalmar Pereira Santos Garlet.

Juscelino integrou uma série de exonerações cometidas pelo prefeito que vem provocando sensíveis mudanças no seu staff de secretários e servidores antes nomeados. Os cortes devem fazer parte de uma reforma política para adequar as funções e a necessidade do cumprimento legal dos deveres e demandas que ele imprimiu desde o início de sua gestão.

Juscelino caiu devido a citação de seu nome nas delações da diretoria da JBS. O ex titular da EMDUR recebeu uma doação legal no valor de 10 mil reais da empresa JBS/Friboi. Doação, segundo ele, que foi registrado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RO) e dentro da legalidade exigida com as devidas prestações de contas.

Porém, vale ressaltar, que a empresa JBS/Friboi está sob investigação pela Procuradoria Geral da República e suas contribuições e doações de campanha sob suspeição.

Por isso mesmo o prefeito Hildon Chaves resolveu exonerar Juscelino. O alcaide está tendo cuidado com a sua administração em relação especificamente a esse caso da JBS/Friboi. Mais recentemente o nome do ex vice prefeito Edgar Nilo Tonial, o Edgar do Boi (PSDC), foi citado em delação premiada ao Ministério Público Federal de um dos diretores da empresa no suposto recebimento de R$ 2 milhões. E isso acabou custando o seu afastamento da prefeitura no último sábado (20).

Juscelino Amaral havia assumido a presidência da EMDUR no dia 07 de abril último, quando foi empossado em uma cerimônia na FIERO que homenageou a imprensa local no Dia do Jornalista. Na ocasião o presidente da FIERO (Federação das Indústrias de Rondônia), Marcelo Thomé, também foi empossado para a recém criada Agência de Desenvolvimento de Porto Velho.

  • Atualizada em 25/05/2017 às 18:54:48