VOCÊ ESTÁ AQUI:
  • Projeto de Mídias Digitais de RO é destaque em congresso de História Oral da Unicamp
Projeto de Mídias Digitais de RO é destaque em congresso de História Oral da Unicamp
  • Fonte: Redação ORondoniense
  • Publicada em 03/05/2018 às 15:29
Professor de história, Lourismar Barroso participa do Encontro com seu artigo intitulado “A contribuição das mídias digitais para a produção de memória da escolaridade”

Com o apoio da secretaria estadual de educação SEDU/RO e do governo do estado, o professor mestre em história Lourismar da Silva Barroso participa do XIV Encontro Nacional de História Oral na Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP, nos dias 2 a 4 de maio. Lotado na DGE e ministrando aula no projeto de Ensino Médio com Mediação Tecnológica, o professor Lourismar Barroso participa do Encontro com seu artigo intitulado “A contribuição das mídias digitais para a produção de memória da escolaridade”, o referido artigo faz referência ao projeto adotado pela seduc no ano de 2016 onde atendeu mais de 2 mil alunos em 85 escolas em localidades de difícil acesso. Já em 2017 o projeto dobrou seu quantitativo, passando a atender 4.200 alunos em 122 escolas. Hoje o projeto tem 218 turmas do 1º, 2º e 3º anos; em 66 localidades; com 218 professores presenciais e 26 professores ministrantes.

Idealizador das aulas temáticas televisivas, Lourismar ve como  proposta a utilização de recursos tecnológicos que busca engajar seus estudantes para gerar resultados mais positivos e fazer com que os mesmos fiquem confiantes e se sintam mais à vontade, mais motivados e mais atraídos à didática do professor, procurando incentivar discussões com a turma que permitam aos estudantes expressar suas opiniões, suas ideias e demonstrar seus pontos de vista em relação às mudanças necessárias na didática, no ambiente físico da escola, na estrutura, em relação à gestão, aos funcionários e ao funcionamento geral da escola.

Inicialmente essa postura repassada pelo professor através da televisão parece não ter relação com o ensino dentro da sala de aula. Vale lembrar que, quando o estudante se sente mais útil, até mesmo o aprendizado é impactado positivamente.

Para que esse método de aula temática possa dar certo, é necessário que o professor aponte seus resultados, ganhe confiança dos estudantes, inove nas aulas ministradas e esteja atualizado em relação às expectativas dos estudantes. Além disso, deve conseguir equilibrar os interesses da escola com suas tarefas como professor, sabendo lidar com dificuldades que podem ser enfrentadas de acordo com características da escola, como: orçamento, interesses políticos, oferta de mão de obra, infraestruturas e matérias disponíveis.

Para criar e ministrar aulas melhores e mais interessantes para os estudantes é preciso conhecer os problemas do ensino, bem como as dificuldades e virtudes de ser um bom professor. 

Além dos personagens temáticos, o professor tem a capacidade de criar horas antes do início das aulas o “making off “ do assunto que será visto pelos estudantes e compartilhar em sua rede social para a conferência da chamada. Vale ressaltar que, compartilhar conteúdo online é uma maneira de manter seus estudantes em contato com as ferramentas tecnológicas, motivando-os e engajados nas atividades diárias. Com a criação de recurso online para compartilhar informações, sugestões e novidade da sala, como blogs, sites e páginas em redes sociais, é também uma alternativa de reforçar as relações entre estudantes e o professor.

A tecnologia aplicada na sala de aula com uso de netbooks e smartphones, certamente contribuiu para acelerar as mudanças no mundo e, por consequência, na transformação da maneira como as novas gerações interagem com a realidade. Mas o que parece ter criado um distanciamento entre estudante e professor poder ser, na verdade, o elo que unirá um ao outro por muito mais tempo e de maneira muito mais produtiva.

  • Atualizada em 03/05/2018 às 15:29:43