VOCÊ ESTÁ AQUI:
  • Segunda-feira (13) inicia mutirão de eletrocardiograma
Segunda-feira (13) inicia mutirão de eletrocardiograma
  • Fonte: Assessoria - Prefeitura de Porto Velho
  • Publicada em 10/11/2017 às 18:02
Até o fim de novembro a Semusa espera reduzir a fila no agendamento de algumas especialidades médicas e preencher a oferta de vagas em outras

Durante coletiva de imprensa na manhã de quinta-feira (09), o secretário Orlando Ramires anunciou que o mutirão de eletrocardiograma faz parte do plano de ação da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) para diminuir o tempo de espera do paciente que é encaminhado da rede básica para as consultas ou exames com especialistas.

“Identificar o que acontece entre o atendimento primário, onde é feita a triagem do paciente, e o encaminhamento para as especialidades, que está gerando oferta de vagas em determinadas áreas, enquanto que em outras há demanda reprimida é uma das medidas adotadas pela pasta”, afirmou Ramires. Na oftalmologia, por exemplo, existe a maior fila da capital, com 3.576 agendamentos. Em contrapartida, a consulta em cardiologia possui ampla oferta de vaga.

O eletrocardiograma é um dos exames em que o paciente aguarda maior tempo na fila de espera. Por isso, a partir da próxima segunda feira (13) serão realizados 30 eletros por dia, até que diminua a fila atual. Os exames acontecem na policlínica Rafael Vaz e Silva, à rua Jaci Paraná 1593, bairro Mato Grosso.

“Para conseguir exame o paciente não pode esquecer de levar o encaminhamento médico autorizado pelo sistema”, lembra o diretor da unidade de saúde, Luciano Baraúna.

Além de realizar os exames a policlínica continua atendendo normalmente as consultas em outras especialidades com o reforço de mais oito médicos, entre eles quatro pediatras, otorrino cabeça e pescoço e cardiologista que foram remanejados do Centro de Especialidades Médicas (CEM).

Para atender a ordem do prefeito dr Hildon Chaves de aumentar a oferta do serviço, agora a unidade de saúde Hamilton Gondim também conta com nove especialistas entre cardiologista, ortopedista, ginecologista, pediatra e urologista.

Atendimento no CEM

O CEM continua funcionando a todo vapor com 16 especialidades médicas, além do serviço de psicologia e serviço social. O paciente é atendido por médico generalista em uma unidade de atenção básica. Se julgar necessário, o médico faz o pedido de encaminhamento para exame ou consulta com especialista. Se tiver vaga disponível o paciente já é atendido. Caso contrário, ele aguarda o contato para o agendamento da consulta.

Uma política de conscientização de encaminhamentos nessas unidades, a implantação de um protocolo de regulação e atualização da lista estão entre as principais ações colocadas em prática pela Semusa.

  • Atualizada em 10/11/2017 às 18:04:50