VOCÊ ESTÁ AQUI:
  • Setur assume administração do Memorial Rondon
Setur assume administração do Memorial Rondon
  • Fonte: Assessoria
  • Publicada em 17/02/2017 às 11:06
O espaço passará por reparos urbanísticos e nos imóveis, além de ter reconstruída a oca indígena para exposição itinerante

A Santo Antônio Energia (SAE) passou esta semana, oficialmente, a administração do Memorial Rondon à Superintendência Estadual de Turismo (Setur). Localizado no largo da capela de Santo Antônio, ao final da Estrada de Santo Antônio, em Porto Velho, o memorial foi inaugurado em 2015 e mantem exposição permanente “Rondon, o Marechal da Paz”.

O termo de cessão foi assinado pelo consultor de responsabilidade social da Santo Antônio Energia, Phillip Neves Machado, e pelo superintendente estadual de Turismo, Júlio Olivar, que passa a administrar o espaço com apoio da 17ª Brigada de Infantaria de Selva (BIS).

Segundo Phillip, o superintendente Júlio Olivar é uma das pessoas mais indicadas para assumir o memorial, já que sempre foi um grande entusiasta do projeto e acompanhou de perto todo processo, da concepção até sua concretização, não deixando que a memória do herói rondoniense fosse esquecida.

A cedência também foi aprovada pelo general-de-brigada Ricardo Augusto Ferreira Costa Neves, comandante da BIS, que reforçou o compromisso para com o Memorial, agradecendo a parceria constante da Setur e elogiando o superintendente de Turismo Júlio Olivar por manter um trabalho conjunto com o Exército Brasileiro. “O espaço agrega valor à imagem de Rondônia, único estado brasileiro cujo nome homenageia um herói, um militar. Tenho certeza de que o Memorial Rondon está nas mãos de uma pessoa comprometida com a história, a cultura e o turismo; a nova gestão contribuirá para o aumento do fluxo de visitação que deve incluir as escolas em geral com visitas monitoradas”, enfatizou.

A 17ª Brigada mantém no local uma equipe de três soldados coordenada pelo sargento  Antero Ribeiro da Trindade que recepciona os visitantes – de terça a domingo, das 10h às 16h – e explica detalhes da exposição que conta a vida do sertanista Cândido Mariano da Silva Rondon com projeção de documentários audiovisuais, fotos raras e objetos usados por ele que somam mais de 400 itens. Uma das principais curiosidades do espaço é o funcionamento de dois raros aparelhos de telégrafo nos quais os visitantes podem trocar mensagens e entender a magia da linguagem Morse.

O espaço passará por reparos urbanísticos e nos imóveis, além de ter reconstruída a oca indígena para exposição itinerante, no entorno dos cinco pavimentos que compõem o complexo, para melhor atender os visitantes.

  • Atualizada em 17/02/2017 às 11:18:13