Error processing SSI file
VOCÊ ESTÁ AQUI:
  • VANDALISMO - Polícia é acionada para retirar “pipeiros” do telhado de escola
VANDALISMO - Polícia é acionada para retirar “pipeiros” do telhado de escola
  • Fonte: Assessoria
  • Publicada em 20/03/2017 às 15:21
Várias telhas foram quebradas e aulas são prejudicadas por causa de goteiras

Uma brincadeira inocente, o ato de soltar pipas, mas que pode provocar danos caso não sejam observados os cuidados necessários. É isso que vinha ocorrendo no Cohab, bairro da zona Sul da cidade. No último final de semana, a Secretaria Municipal de Educação (Semed) foi obrigada a pedir o apoio da Polícia Militar para evitar uma depredação maior na escola Tucumã.

No último final de semana, o telhado do estabelecimento de ensino ficou seriamente avariado depois que um grupo de pessoas do bairro, numa diversão perigosa, resolveu soltar pipas de cima da cobertura da escola. De acordo com o secretário Zenildo Santos, esse ato já vinha acontecendo com frequência no bairro não só na Tucumã, mas também na escola Moranguinho.

“Infelizmente isso, que não podemos chamar de brincadeira, mas sim de vandalismo, vinha acontecendo rotineiramente. No caso do último final de semana tivemos que acionar a Polícia Militar para tirar quem estava no telhado da escola. A movimentação no telhado fez com que várias telhas fossem quebradas”, explicou o secretário.

Por conta disso, tanto na escola Tucumã como também na Moranguinho, várias goteiras nos últimos dias surgiram nas duas unidades educacionais por causa das telhas quebradas pelos vândalos. Para coibir essas depredações, o secretário pede o apoio da comunidade. “A escola é um patrimônio da comunidade. Casos como esses precisam ser denunciados para se evitar a depredação da escola”, pediu.

Zenildo Santos afirmou ainda que foi obrigado a chamar a polícia porque as pessoas que estavam no telhado da escola não obedeciam ninguém. Além da depredação do patrimônio público, o secretário da Semed chamou a atenção para outro problema: p risco de um acidente mais grave, caso alguém venha a cair do telhado da escola.

“Felizmente isso ainda não aconteceu, mas o risco sempre existe porque eles ficam correndo em cima do telhado. Então, qualquer distração pode ser fatal. Existe a possibilidade de a telha não suportar o peso e alguém passar pelo telhado. Se alguém tá a fim de soltar pipa, que procure um local adequado, um espaço aberto, para evitar todo esse transtorno e prejuízo à comunidade”, enfatizou o secretário.

  • Atualizada em 20/03/2017 às 15:24:55