Living

Advogado suspeito de aplicar golpe do consórcio é preso em Colatina – A Gazeta ES

Publicado em 4 de julho de 2024 às 17:32- Atualizado há 3 horas
Um advogado foi preso na tarde desta quinta-feira (4) na residência dele, localizada no bairro Castelo Branco, em ColatinaNoroeste do Espírito Santo. Segundo a Polícia Militar, Jefté Dias da Silva, de 40 anos, tinha mandado de prisão em aberto em investigação de um golpe de consórcio, no interior de Minas Gerais. De acordo com apurações policiais, clientes eram enganados e perdiam o dinheiro investido.
A ação que culminou na prisão do advogado foi uma cooperação entre as polícias civis de Ipanema (MG) e do Espírito Santo com a Polícia Militar capixaba. Ao todo, dois celulares e um notebook que estavam com o investigado foram apreendidos. Ele foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil de Colatina, junto com o material recolhido.
Na manhã de sexta-feira (5), o escritório Almeida & Kefler Advogados e Associados, que faz a defesa do homem preso em Colatina, enviou uma nota de esclarecimento, afirmando que o investigado não tem qualquer envolvimento com atividades ilícitas.
“O advogado atuou exclusivamente na elaboração e revisão de contratos para clientes da empresa, prestando serviços jurídicos pontuais, não participando de qualquer outra atividade operacional, de vendas ou de contato com os clientes da empresa. Sua atuação restringiu-se ao âmbito jurídico, sem qualquer relação com as práticas fraudulentas divulgadas. Reforçamos que o advogado jamais teve ciência ou envolvimento com quaisquer atividades ilegais e que seu trabalho foi realizado dentro dos mais altos padrões éticos e profissionais”, informou em nota.
Secretaria de Estado da Justiça (Sejus) informou que o advogado deu entrada no Centro de Detenção Provisória (CDP) de Colatina nesta sexta-feira (5). 
Além do advogado, quatro mandados de busca e apreensão e três mandados de prisão temporária foram cumpridos pela Polícia Civil na manhã de quarta-feira (3), nas cidades de Colatina e Vila Velha. 
Os mandados foram cumpridos após uma investigação, que começou em novembro de 2023, referente a golpes aplicados através da venda de cartas de consórcios fraudadas, causando um prejuízo de quase R$ 600 mil a empresários de Ipanema, no interior do Estado mineiro. Os investigados são suspeitos de enganar vítimas com promessas de consórcios vantajosos, mas que, na verdade, eram fraudulentos.
Segundo o titular da Delegacia de Polícia Civil de Ipanema, delegado Alfredo Serrano, cinco pessoas foram vítimas dos golpistas no município. A corporação, no entanto, acredita que mais gente tenha perdido dinheiro no golpe.
Em entrevista ao repórter Cristian Miranda, da TV Gazeta, o delegado da Polícia Civil mineira afirmou que o mentor do grupo se apresentava como representante de uma empresa nacional de consórcios. O homem abria um site falso e mostrava ao cliente as oportunidades disponíveis de investimentos. O nome dele não foi divulgado.
“Ele acessava um site falso, uma cópia do site de uma empresa nacional, e mostrava as cédulas de consórcio disponíveis. No levantamento que a gente faz, identificamos diversos boletins de ocorrência no Espírito Santo e em Minas Gerais. A gente acredita que o número de vítimas é muito maior”, afirmou.
O nome da empresa que tinha o site falsificado não foi informado. Segundo o delegado, a entrada paga no consórcio pelos clientes variava de R$ 100 mil a R$ 250 mil.
Ainda conforme o delegado Alfredo Serrano, enquanto os empresários eram vítimas do golpe no interior de Minas Gerais, o dinheiro obtido era gasto pelos suspeitos no Espírito Santo. Segundo o delegado, os envolvidos, preso nesta quarta-feira (3), viviam uma vida de “alto padrão”.
Os envolvidos presos, segundo o delegado, podem responder por organização criminosa e estelionato. Qualquer informação adicional que possa auxiliar na investigação pode ser comunicada através do telefone (33) 3314-1418 ou pelo Disque Denúncia 181, com a garantia de sigilo absoluto.
O texto foi atualizado com a defesa do advogado preso em Colatina.
Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rapido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem
Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta
A Gazeta integra o

Não é cadastrado? Cadastre-se
ou
Já tem uma conta?
Preencha o campo abaixo com seu email.

Já tem uma conta?

source

Shares:

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *