Living

Brasil bate Filipinas e vai à final do Pré-Olímpico de basquete masculino – A Gazeta ES

Publicado em 6 de julho de 2024 às 12:15
O Brasil venceu Filipinas neste sábado (6) por 71 a 60 pelas semifinais do torneio Pré-Olímpico de basquete em Riga, na Letônia, e se garantiu na decisão da competição. A vitória só foi confirmada graças a uma reação a partir do intervalo. Com uma atuação consistente da defesa, a equipe nacional selou sua participação na final. Marcelinho Huertas, Caboclo e Georginho foram os destaques do duelo.
O time, que vinha de derrota em seu último compromisso, diante de Camarões, demonstrou poder de reação para superar a ansiedade e buscar o resultado positivo. O Brasil agora espera o vencedor de Letônia e Camarões, que se enfrentam neste sábado, para brigar pelo título e a vaga olímpica. A decisão do torneio acontece neste domingo (8). Somente o vencedor da disputa se garante nos Jogos Olímpicos de Paris-2024
Após um bom começo de partida, onde conseguiu abrir uma diferença de cinco pontos logo de cara, o Brasil encontrou dificuldades para superar a boa marcação de Filipinas. A ansiedade no momento de arriscar os arremessos fez com a equipe brasileira permitisse a reação do adversário, que não só virou o duelo, como ainda ganhou boa margem de pontos.
Com uma boa marcação e um contra-ataque eficiente, o rival abriu dez pontos e administrou a liderança no marcador alternando momentos de pressão com uma marcação mais ajustada.
No segundo quarto, o Brasil melhorou, conseguiu achar espaços e neutralizar a transição das Filipinas. Marcelinho Huertas comandou o time nos momentos de maior tensão ajudando a seleção a fechar o segundo quarto com apenas seis pontos de desvantagem (27 a 33).
Mais focado, o Brasil diminuiu a diferença para quatro pontos após assistência de Huertas e cesta de Caboclo. A pressão deu certo e com duas bolas de três seguidas de Georginho e Léo Meindl, o Brasil passou à frente impondo 35 a 33.
Com total domínio da partida, a equipe brasileira fez 13 pontos sem que os filipinos conseguissem movimentar o marcador. Diante do “apagão” da sua equipe, o técnico de Filipinas foi obrigado a pedir tempo para esfriar a equipe nacional.
Ganhando a maioria dos rebotes defensivos, o Brasil ditou o ritmo do confronto. Filipinas só foi anotar os seus primeiros pontos faltando quatro minutos para o término do terceiro quarto Com a pontaria calibrada, a seleção brasileira fechou o período com 51 a 39 a favor.
Na última etapa do duelo, Filipinas voltou com tudo, diminuiu a desvantagem para sete pontos, mas não conseguiu abalar a confiança dos brasileiros. Em resposta, Huertas acertou logo um arremesso de três. Na sequência, Caboclo fez uma bela cesta que contagiou ainda mais os jogadores em quadra.
O Brasil seguiu superior e a vantagem chegou a 14 pontos, com a seleção de Filipinas completamente entregue na partida. Ao final, o técnico croata Aleksandar Petrovic pediu tempo para esfriar a partida e definir a vitória em 71 a 60.
Notou alguma informação incorreta no conteúdo de A Gazeta? Nos ajude a corrigir o mais rapido possível! Clique no botão ao lado e envie sua mensagem
Envie sua sugestão, comentário ou crítica diretamente aos editores de A Gazeta
A Gazeta integra o

Não é cadastrado? Cadastre-se
ou
Já tem uma conta?
Preencha o campo abaixo com seu email.

Já tem uma conta?

source

Shares:

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *