Living

Lula autorizou inclusão da carne com imposto zero, diz Guimarães – Gazeta do Povo

Encontre matérias e conteúdos da Gazeta do Povo
O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.
O líder do governo na Câmara dos Deputados, José Guimarães (PT-CE), informou nesta quarta-feira (10) que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) autorizou incluir a carne na lista de produtos da cesta básica com imposto zero. O assunto vem sendo proposto e discutido na reforma tributária.
“O presidente Lula me ligou, ao lado do ministro da Fazenda e do ministro Padilha, e deu aval para que fosse incluída a carne na cesta básica. Evidentemente, quem melhor defendeu essa bandeira foi o presidente Lula”, afirmou Guimarães à CNN Brasil.
A inclusão da carne com imposto zero ainda é uma incógnita na proposta. O assunto será definido em uma nova reunião de líderes com o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL).
No novo relatório do Grupo de Trabalho (GT) dedicado ao projeto, as carnes seguem com uma redução de 60% dos novos impostos.
A bancada do agronegócio e parlamentares da oposição defendem a isenção da carne. No entanto, o Ministério da Fazenda se posicionou contrário a iniciativa por conta do impacto estimado em 0,53 ponto percentual na alíquota geral do novo imposto, prevista em 26,5%. Já a Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) afirma que seria algo em torno de 0,2%.
Para compensar a tributação da proteína animal, o ministro Fernando Haddad sugeriu aumentar o cashback aos beneficiários de programas sociais do governo.
Como líder, Guimarães garantiu que encaminhará a informação do presidente Lula no plenário. “Agora, não é a ferro e fogo. É com base no diálogo que nós vamos resolver porque tem outros itens da reforma tributária que são essenciais e precisam ser discutidos”, declarou o petista.
Máximo de 700 caracteres [0]
Apenas assinantes podem salvar para ler depois
Saiba mais em Minha Gazeta
Você salvou o conteúdo para ler depois
As notícias salvas ficam em Minha Gazeta na seção Conteúdos salvos. Leia quando quiser.
Encontre matérias e conteúdos da Gazeta do Povo
Carregando notificações
Aguarde…
Os recursos em Minha Gazeta são exclusivos para assinantes
Saiba mais sobre Minha Gazeta »

source

Shares:

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *