Economia

2ª parcela de auxílio de R$ 600 é adiada e não há previsão de quando acontecerá

O governo federal não iniciará os pagamentos da segunda parcela do auxílio emergencial de R$ 600 nesta segunda-feira (27). De acordo com a Caixa Econômica Federal , a liberação depende do repasse de recursos pelo Ministério da Cidadania.

No início de abril, o governo havia anunciado o início dos pagamentos da segunda parcela nesta semana. Os nascidos em janeiro, fevereiro e março já iriam receber hoje. A Caixa ainda informou que, por enquanto, não existe um calendário para o pagamento da segunda parcela do auxílio.

Segundo a última atualização da  Caixa , divulgada no último sábado (25), 47,6 milhões de pessoas já finalizaram cadastro com sucesso para receber o benefício emergencial que busca inibir a crise econômica causada pela pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2) .

O banco público diz que 37,2 milhões de trabalhadores já foram contemplados pelos depósitos, que totalizam R$ R$ 26,2 bilhões. Dos que já estão inscritos, faltam, portanto, pouco mais de 10 milhões a serem beneficiados, além dos que podem ter direito e ainda não foram atrás de solicitar o ‘coronavoucher’. Segundo estima prévia, o total de beneficiados poderia chegar a 70 milhões de brasileiros.

Buscando evitar aglomerações nas agências e lotéricas, a Caixa pede que os trabalhadores só saquem o dinheiro em último caso, já que ele poderá ser movimentado a partir do aplicativo  Caixa TEM , criado exclusivamente para o auxílio. É possível realizar transferências de até R$ 600 (sendo até três gratuitas a cada mês) – com limite diário de R$ 1.00, pagar contas, consultar extrato e saldo e quitar boleto.

IG Economia