CPI da Energisa acumula denúncias no interior de Rondônia | O Rondoniense %
Destaques Rondônia

CPI da Energisa acumula denúncias no interior de Rondônia

Above

A CPI da Energisa, da Assembleia Legislativa do Estado de Rondônia, vem realizando audiências públicas por todo o Estado em busca de colher as denúncias contra a empresa, que vem acumulando reclamações de abusos, não só pelas tarifas que chegam com um aumento superior até a 100% em relação a média, mas também pelos serviços dos seus empregados, principalmente dos técnicos responsáveis pela manutenção ou troca dos medidores de energia.

Os deputados já realizaram no plenarinho da ALE RO, em Porto Velho, nove sessões ordinárias, onde ouviram secretarias e instituições como o Procon (Programa de Proteção e Defesa do Consumidor e o Instituto de Pesos e Medidas (Ipem), além da promotoria da defesa do consumidor do Ministério Público.

A principal questão a respeito da instalação da CPI é o grande número e acúmulo de reclamações, algumas correm já em ações na Justiça.

No início do mês de novembro o próprio Procon já havia protocolado mais de 3000 (três mil) reclamações junto ao Ministério Público, para averiguação e autuação.

O deputado Alex Redano, que preside a comissão, disse que o aumento abusivo na conta de energia pesou muito, inclusive não só afetando o consumidor comum, mas também boa parte de empresários ou mantenedores de micro e pequenos negócios, que passaram a ter perdas consideráveis em relação ao custo considerável.

No interior, quando iniciou o processo das oitivas nos municípios, associações comerciais e cooperativas de agricultores e empresários chegaram a reclamar de aumentos que superaram o percentual de até 500% de uma conta a outra.

O prejuízo acabou afetando comércio e a geração de renda de parte dos municípios que já tiveram a presença da caravana itinerante da CPI para ouvir as queixas.

O acúmulo de farto material que destaca os valores abusivos e prejuízos vai integrar o relatório final, previsto para ser entregue em meados de dezembro, conforme informação do parlamentar Jair Montes, relator da CPI.

Alex Redano destacou que as Audiências no interior tem sido bastantes concorridas e tem tido uma participação significativa da população.

Para essa sexta-feira (29) o município de Guajará Mirim deve receber a Audiência Pública, onde a população de Nova Mamoré dever participar também.

Já está prevista também audiências em Rolim de Moura e na cidade Ariquemes na próxima segunda-feira (02).

Desde a semana passada a CPI da Energisa teve as suas sessões ordinárias suspensas do plenarinho da Assembleia Legislativa de Rondônia devido aos compromissos de viagens de alguns parlamentares que compõem a comissão.

A previsão é de que as oitivas na Capital já devem ser retomadas na próxima quarta-feira (04).

O Rondoniense (Marcos Souza)

 

 

Below