Destaques

A SALVAÇÃO DO BRASIL ESTÁ NA GESTÃO-  “SOFT POWER” E “SOFT SKILL” – Por George Braga

  A melhor  maneira de  nos prepararmos para o futuro é

                     concentrar toda a imaginação e entusiasmo na execução

                     perfeita do trabalho de hoje.    Dale Carnegie

Nos próximos 20 anos, dezenas de profissões, quiçá centenas irão perder forças e desaparecer, eis que a ciência e tecnologia tomarão conta definitivamente de tudo.

Todas as ações repetitivas ou aquelas que possam ser realizadas por máquinas e robôs retirarão o Homem da feitura dessas ações. Estamos prontos para isso?

Por exemplo, as profissões de vigilantes, borracheiros, limpeza e motoristas serão extintas e outras que já se encontram na tecnologia e serão superadas dia-a-dia.

Pois bem, o que fazer se seremos varridos pela tecnologia?

As máquinas, computadores, softwares e robôs farão quase tudo daqui a 50 anos. Eu disse “quase” porque  algumas coisas somente o Homem saberá fazer: amar, sentir, intuir, ter valores, negociar, aprender etc, componentes que a inteligência artificial não conseguirá substituir.

E aí, estamos preparando esta geração e as vindouras ?

Na Administração, podemos nos utilizar do suave, do manso, macio, esses softs que vieram abrir uma luz no fim do túnel.

Passo a decifrar alguns que poderão nos ajudar no futuro:

SOFT POWER  –   O Soft Power é o poder suave, baseado na persuasão ao invés da coerção. É a capacidade ou poderio que alguém, Estado ou Empresa, possui de impor ou fazer valer sua vontade sobre o outro, utilizando-se de meios que diferem daqueles apregoados pela força. Esses meios têm contornos culturais fortes. Possuem uma substancial inclinação para o campo das ideias.

SOFT SKILL-  Não são habilidades “suaves” ou “leves”, mas aquelas que lidam com a relação e interação com outros. “ Habilidades como resiliência, empatia, colaboração e comunicação são todas competências baseadas na inteligência emocional e que distinguem profissionais incríveis da média”, afirma Daniel Goleman, psicólogo expert no assunto e autor do bestseller Inteligência Emocional.

Assim, precisamos nos apropriar desses soft’s, seja para persuadir em nossa casa, empresa ou negócios, seja para escaparmos do futuro bem próximo, onde as máquinas tomarão conta, mas ainda assim o Homem sobreviverá, pois tem inteligência, alma, espírito e coração. Preparemo-nos!

Outro dia escrevi sobre gamificação na administração pública, como forma de fazer aprender algo difícil ou mesmo para falar sobre assuntos sérios e correção. Essa leveza deve sustentar o ser e imperar nas relações futuras de trabalho, sob pena de soçobrar todo o império.

 

* George Braga, ex-Secretário de Estado de Planejamento de Rondônia e analista Judiciário do TRT 14 ª Região.

Comentários

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios