Brasil Economia

Acaba hoje prazo para sacar até R$ 998 de cada conta do FGTS; veja como

O trabalhador que ainda não fez o saque imediato do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) tem até hoje (31) para retirar até R$ 998 de cada conta do fundo. Amanhã (1º), o dinheiro não sacado retorna à conta original.

Desde setembro do ano passado, a Caixa Econômica Federal está liberando o dinheiro de contas ativas ou inativas do FGTS. Os saques foram autorizados aos poucos até dezembro, num cronograma baseado no mês de nascimento do trabalhador. Ao todo, foram distribuídos cerca de R$ 40 bilhões para estimular a circulação de dinheiro na economia.

Pelo saque imediato, trabalhadores podem retirar até R$ 998 de cada conta do fundo de garantia, seja ativa (do emprego atual) ou inativa (de empregos antigos).

O que determina o valor do saque é quanto dinheiro havia na conta do trabalhador no dia em que a medida provisória que liberou o dinheiro começou a valer.

  • Quem tinha até R$ 998 na conta em 24 de julho de 2019 pode sacar todo o dinheiro da conta
  • Quem tinha mais de R$ 998 na conta de 24 de julho de 2019 pode sacar R$ 500 da conta

Quem já sacou R$ 500 pode ter direito de sacar mais O limite maior, de até R$ 998, começou a valer em dezembro. Como muitas pessoas já tinham sacado R$ 500, é possível que elas tenham um valor adicional para retirar, de até R$ 498.

Se o trabalhador não fizer o resgate até 31 de março, o dinheiro permanece no fundo de garantia, podendo ser retirado apenas em algumas situações, como na compra da casa própria ou na aposentadoria.

Trabalhador pode pedir transferência por aplicativo

A Caixa passou a permitir a transferência do dinheiro do fundo de garantia para contas bancárias usando o aplicativo FGTS (disponível para Android e iOS) A regra vale, inclusive, para o saque imediato, tanto para quem ainda não retirou o dinheiro quanto para quem tem o saldo complementar para retirar.

Ao solicitar o saque do FGTS pelo aplicativo, o trabalhador poderá indicar uma conta da Caixa ou de outro banco para transferir os valores, sem nenhum custo.

Outras formas de sacar e quais documentos levar

O aplicativo é a melhor opção para saque durante o coronavírus, mas há outros canais para saque:

  • Lotéricas: até R$ 100 com documento de identidade; até R$ 998 por conta com senha do Cartão do Cidadão e documento de identidade
  • Caixas eletrônicos: até R$ 998 por conta com senha do Cartão do Cidadão
  • Agências da Caixa: até R$ 998 por conta com documento de identidade
  • Correspondentes Caixa Aqui: até R$ 998 por conta com documento de identificação, Cartão do Cidadão e senha do cartão.

Para agilizar o atendimento, o trabalhador deve levar a Carteira de Trabalho. A transferência do dinheiro para outros bancos será gratuita, segundo a Caixa.

Veja abaixo algumas perguntas e respostas sobre o saque do FGTS

Por que o valor aumentou?

O saque imediato foi proposto pelo governo por medida provisória. Apesar de ter força de lei e começar a valer imediatamente, a MP precisava ser analisada no Congresso.

Durante discussão na Câmara, deputados permitiram que os trabalhadores que tinham no fundo até um salário mínimo (R$ 998 à época) quando a medida entrou em vigor, em 24 de julho, pudessem sacar todo o valor, em vez de até R$ 500. O Senado também aprovou essa mudança, e o presidente Jair Bolsonaro sancionou a lei com essa permissão.

Como saber o saldo da conta em 24 de julho de 2019?

É possível descobrir o saldo da conta em 24 de julho de 2019 pelo site da Caixa ou pelo aplicativo do FGTS (disponível na App Store, Google Play ou Windows Store). A consulta é possível após fazer um cadastro e criar uma senha.

Tenho conta-corrente na Caixa; como autorizo o saque?

Quem tem conta-corrente ou poupança conjunta na Caixa e ainda não autorizou o depósito, é possível fazer isso pelo internet banking da Caixa, aplicativo do FGTS, site fgts.caixa.gov.br, telefone 0800 724 2019 ou direto em uma agência. Após a autorização, os valores do FGTS devem cair na conta em até 20 dias, de acordo com a Caixa.

Tenho poupança na Caixa, preciso autorizar?

Não. Quem tem poupança individual na Caixa teve o dinheiro depositado na sua conta automaticamente.

Tenho poupança na Caixa e não quero sacar, o que faço?

Para quem tem poupança individual na Caixa, o crédito foi automático, sem ser necessário dar autorização. Se não quiser fazer o saque e preferir que o dinheiro permaneça no FGTS, deve avisar o banco até 30 de abril de 2020. Os canais para isso são o aplicativo do FGTS, o internet banking da Caixa ou o site fgts.caixa.gov.br.

Saque anual (saque-aniversário) é outra coisa

Além do saque imediato, o governo anunciou a criação de uma nova modalidade, o saque-aniversário, que permitirá retirar uma parcela do FGTS todo ano. O saque aniversário é opcional. Quem desejar receber no ano que vem já pode fazer a opção.

O valor anual recebido será de acordo com o total de dinheiro que o trabalhador tem no fundo. Quem optar por essa modalidade não poderá sacar o valor total do fundo se for demitido sem justa causa, apenas a multa de 40%. Isso só vale para o saque-aniversário.

Fonte:UOL