Capital

Agevisa orienta para uso de novo método de prevenção ao HIV

O novo método de prevenção ao HIV, o vírus causador da aids, teve origem com estudos na França, foi testado no Brasil em 2017 tendo 10 estados e o Distrito Federal participado de projetos pilotos e chegou a Rondônia no segundo semestre de 2018. A Profilaxia Pré-Exposição ao HIV (PrEP) consiste na combinação de dois medicamentos (tenofovir + entricitabina) que bloqueiam a entrada do vírus no organismo.

Mas para que isso aconteça com eficácia é preciso tomar os comprimidos todos os dias. O medicamento é distribuído gratuitamente. Para a Agência Estadual de Vigilância em Saúde, o método é considerado como um reforço as ações estratégicas para combater a doença no Estado e alerta que PrEP não protege de outras infecções sexualmente transmissíveis e por isso deve ser combinada com outras formas de prevenção, como a camisinha.

O método é direcionado para as pessoas que estão mais vulneráveis ao contato com o vírus como gays e outros homens que fazem sexo com homens (HSH); pessoas trans; trabalhadores(as) do sexo e, ainda, aqueles que frequentemente deixam de usar camisinha em suas relações sexuais (anais ou vaginais);tem relações sexuais, sem camisinha, com alguém que seja HIV positivo, e que não esteja em tratamento; Faz uso repetido de PEP (Profilaxia Pós-Exposição ao HIV) e apresenta episódios frequentes de Infecções Sexualmente Transmissíveis.

INOVAÇÃO

Bloquear a entrada do vírus causador da aids no organismo é considerado um grande avanço para a saúde pública. Para ter acesso ao PrEP é preciso procurar um dos 10 pontos onde funciona Serviço de Assistência Especializada (SAE) em Rondônia. Em Porto Velho, o atendimento acontece na Policlínica Oswaldo Cruz (POC). Neste período que antecede o Carnaval, a Agevisa faz um apelo especial para que o público vulnerável ao vírus procure uma das unidades do SAE.

‘‘Ao procurar o SAE, a pessoa será atendida por uma equipe multidisciplinar e serão solicitados exames laboratoriais porque o método é para pessoas que não são portadoras de HIV e estão entre as mais vulneráveis’’, explica a coordenadora estadual de Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST/HIV/AIDS) e Hepatites Virais da Agevisa, Gilmarina Silva Araújo.

De acordo com a assistente social e referência como Ponto focal da PrEP em Rondônia, Stella Maris, a procura pelo novo método pode ser muito maior no Estado. Atualmente apenas seis das 10 unidades do SAE tem recebido demanda, mas a expectativa é que gradativamente o público passe a conhecer a nova estratégia de prevenção.

Para aqueles já infectados, a coordenadora de Hepatites Virais, Francilene Alves, destaca que o governo trabalha com procedimentos direcionados à pós exposição também através do Serviço de Assistência Especializada. Em todo o Estado, segundo a coordenadora, através do trabalho integrado com secretarias como a Seduc e outras instituições parceiras, a Agevisa tem avançado em ações estratégicas de prevenção as doenças sexualmente transmissíveis.

Localização das unidades do SAE em Rondônia:

Porto Velho –  Policlínica Oswaldo Cruz  (POC) , Av. Gov. Jorge Teixeira, 3862, bairro Industrial – Telefone: (69) 3216-2216

Porto Velho – Rua Duque de Caxias, 1960, bairro São Cristovão – Telefone: (69) 3901 2970

Ariquemes – Av. Tancredo Neves, 1586, Setor Institucional – Telefone: (69) 3535-2066

Cacoal – Av. Amazonas, 2663, Centro –  Telefone: (69) 3907-4122

Costa Marques – Av. Limoeiro, 975, Setor 1 – Telefone: (69) 3651-3744

Guajará-Mirim – Av. Antônio Coreia da Costa, Centro – Telefone: (69) 8472-0465

Ji-Paraná – Rua Porto Velho, 2319,Dom Bosco – Telefone:(69) 3416-4187

Pimenta Bueno – Av. Pinheiro Machado, 316, Centro – Telefone:(69) 98426-0336

Rolim de Moura – Rua Tocantins, 5424, bairro Planalto – Anexo Clínica da Mulher -Telefone: (69) 98476-8959

Vilhena – Av. Porto Velho, 178, bairro 5º BEC – Telefone: (69) 3919-7100

Secom – Governo de Rondônia

O Rondoniense
Comentários

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios