Connect with us

Hi, what are you looking for?

Capital

AGEVISA – Os primeiros resultados do mapa viral da paciente suspeita estará pronto até sábado

Após a confirmação do primeiro caso oficial de suspeita de Coronavírus em Porto Velho, o Coordenador Estadual do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS) da Agência Estadual de Vigilância em Saúde de Rondônia (Agevisa), Sid Orleans, comentou sobre a paciente suspeita.

Segundo Orleans, a mulher de 43 anos viajou para o Japão no dia 31 de janeiro e retornou para o Brasil dia 20 de fevereiro. Em seu retorno, fez conexão na França, voltando para o Brasil no mesmo avião que o paciente confirmado com Coronavírus, morador de São Paulo.

O Ministério da Saúde após confirmar o primeiro paciente infectado com o vírus, mapeou todas as pessoas que tiveram contato direto e indireto com ele, incluindo todos os passageiros do avião. Este mapeamento apontou uma pessoa da cidade de Porto Velho e por não apresentar sintomas, ela foi somente observada.

A paciente de Porto Velho, ao chegar, teve contato com uma neta, ainda bebê, que estava gripada. Após quatro dias do contato com a criança, a senhora de 43 anos apresentou febre e alguns sintomas virais, se tornando potencialmente suspeita.

Sid Orlens, explicou para o Orondoniense que a paciente atualmente não apresenta mais sintomas aparentes e está, como o recomendado, em isolamento residencial, sendo monitorada ela e sua família por mais 14 dias.

Orleans ainda comentou que, a paciente realizou o procedimento padrão de exames para a realização do Mapa Viral, sendo que até sábado (07), o Laboratório Central de Saúde Pública de Rondônia (Lacen), entregará os resultados dos exames virais das Influenzas, e o exame viral de Coronavírus, será realizado em um dos centros especializados indicados pelo Ministério da Saúde, sendo que exame será entregue no prazo de sete a dez dias.

Caso haja confirmação do vírus no estado de Rondônia, o coordenador do CIEVS, roborou que o Estado já possui um Plano de Contingenciamento do Covid-19.

Sid afirma que toda a rede de saúde do Estado passou por capacitação, além disso, o Cievs do Estado de Rondônia está em constante contato com os demais centros especializados de estratégias de vigilância em saúde de todo o país, se o vírus espalhar pelo estado, o Governo já possui locais especializados para atendimento da população. Que são:

  • Hospital Infantil Cosme e Damião, em Porto Velho – Pacientes até 12 anos;
  • Centro de Medicina Tropical de Rondônia – Cemetron  – Pacientes acima de 12 anos;
  • Hospital de Urgência e Emergência Regional de Cacoal
  • Hospital Regional de Cacoal
  • Hospitais privados

Sid Orleans ainda comentou que mesmo com um caso oficialmente suspeito não há necessidade para preocupação local, e que as pessoas devem seguir as recomendações anunciadas pelo Ministério da Saúde. Ele ainda observou que as Influenzas ainda matam mais no mundo que o Covid-19. “As Influenzas ainda matam mais no mundo do que o novo Coronavírus. O que ainda nos preocupa em relação ao novo vírus é que não temos uma vacina, as pessoas ainda não estão imunizadas. Em breve, creio, que teremos bons resultados. O Brasil se adiantou e já começou a decodificar o sequenciamento do genoma do novo Coronavírus”, finalizou.

Faça um comentário

Você pode gostar

Capital

Fundado oficialmente apenas em 1914, o bairro Triângulo é o mais antigo de Porto Velho, abrigava os trabalhadores da Estrada de Ferro Madeira Mamoré,...

Capital

Realizado nesta quarta – feira (07), um leilão na B3 (Bolsa de Valores de São Paulo), na qual foram leiloados 22 aeroportos em 12...

Capital

Profissionais de saúde que estão em atividade nas unidades médico-hospitalares públicas e privadas que atendem pacientes diagnosticados com a Covid-19 continuam sendo imunizados pela...

Rondônia

Nesta manhã, a diretoria do SINPOL, reuniu-se com o Secretário de Saúde, Dr. Fernando Máximo, com o Secretário de Segurança Adjunto, Dr. Hélio Gomes...