Rondônia

Apenados da Casa de Detenção de Ouro Preto produzem mais de 3 mil bloquetes por dia

Fotos: Patrícia Soares

A fábrica de artefatos de concreto, instalada na Casa de Detenção de Ouro Preto do Oeste, tem alcançado o objetivo que motivou sua implantação. Mais de três mil bloquetes de concretos, utilizados na pavimentação de ruas, estão sendo produzidos pelos reeducandos do regime semi-aberto que cumprem pena na comarca.

Implantada em 2019, é fruto da articulação da Secretaria Executiva Regional de Ouro Preto do Oeste (SER IV), que representa o Governo do Estado na região, entre Secretaria de Estado da Justiça (Sejus), prefeituras dos municípios do polo, Poder Judiciário, Ministério Público e a Faculdade Uneouro.

Atualmente, os principais destinos das produções estão sendo as prefeituras do Vale do Paraíso e Ouro Preto do Oeste que entraram com o fornecimento de insumos necessários ao processo.

De acordo com o secretário regional, Marcos Sucão, em 2020 foram produzidos 28.173 bloquetes, com destino à prefeitura de Ouro Preto do Oeste, sendo já entregues 13.401 e com 14.772 em estoque. Para a prefeitura de Vale do Paraíso foram produzidos 42.795, já entregues o total de 31.148 e em estoque 11.647. “No momento, estão sendo fabricados bloquetes para pavimentação de dois mil metros de ruas do distrito de Rondominas”, informou o secretário.

O secretário de Planejamento, Orçamento e Gestão (Sepog), Pedro Pimentel, explicou que a implantação da fábrica faz parte da carteira de projetos do Núcleo de Projeto Regionais da região. “Esses núcleos, implantados em cada secretaria executiva, representam uma realidade que atua diretamente fomentando o desenvolvimento junto aos municípios. Muitos projetos nascem desse encontro com prefeituras e sociedade civil. São projetos que tem seus direcionamentos para os agentes de desenvolvimento econômico, fundos estaduais e/ou emendas parlamentares federais e estaduais”, ressaltou Pimentel.

“Já temos muitos deputados parceiros. Só de emendas parlamentares e parcerias são R$ 1.901.000 em execução ou em viabilidade técnica junto à coordenação que atua com as demais unidades finalísticas”, acrescentou o secretário.

O coordenador das Secretarias Executivas Regionais na Sepog, Natan Oliveira, ressaltou que todos os projetos viabilizados pelas secretarias regionais atendem as diretrizes do Plano de Desenvolvimento Estadual Sustentável (PDES). “É essa sinergia que cresce e traz soluções para os problemas que são diagnosticados regionalmente”, complementou.

Assessoria