Cultura Filmes politica

Após entrevista para TV americana, bolsonaristas se revoltam contra Petra Costa

A diretora Petra Costa, indicada ao Oscar de melhor documentário pelo seu filme “Democracia em Vertigem”, disponível na Netflix,  que narra como o extremismo politico que se criou no Brasil nos últimos anos se instaurou no país, que cominou no impeachment sofrido pela então presidente Dilma Rousseff, e na prisão do Ex-presidente Lula  e na chegada de Jair Bolsonaro ao poder.

Alvo de muitas polêmicas desde o seu lançamento, principalmente pelos simpatizantes do governo Bolsonaro, que vem a obra cinematográfica como uma afronta as suas convicções politicas, tachando os eventos narrados por Petra Costa como ”mentirosos”, que por consequência acarretou em uniremos ataques de milicias bolsonaristas nas redes, mas o que torna esses ataques mais sérios, e que muitas dos ataques são provocados não por anônimos mais sim pelo deputado federal, Eduardo Bolsonaro (Sem Partido-SP), que desde o começo da manhã desta segunda-feira (03/02), ele já havia criticado o documentário inúmeras vezes, mas uma recente entrevista de Petra, reacendeu os ataques.

Petra concedeu uma entrevista na TV PBS, dos EUA, e afirmou, entre outras coisas, que Bolsonaro incentiva a destruição da Amazônia e ameaça o público negro e LGBT.

A rapidamente após essa entrevista, a hashtag ‘PetraCostaLiar’ (Petra Costa Mentirosa) foi parar nas primeiras posições dos Trending Topics do Twitter.

O Oscar acontecerá no próximo domingo dia 9 de fevereiro, só nos resta aguardar se o Brasil levará a estatueta por ”Brasil em Vertigem.

  • Fonte: RevistaForun.com/ DCM.com