Capital Destaques Rondônia

Associação emite nota de repúdio e categoria exige realinhamento salarial dos Policias e Bombeiros Militares

A Associação dos Oficiais Policiais e Bombeiros Militares de Rondônia (ASOF) emitiu nota em seu perfil no Facebook no último fim de semana, repudiando supostas declarações que teriam sido feitas pelo Diretor Geral da Polícia Civil Samir Fouad Abdoud: “É verdade que a Polícia Militar está avançando nas negociações de realinhamento salarial. Até porque, essa movimentação Brasil afora, esses três estados, com essa bagunça toda que a polícia militar está fazendo nas ruas, está pressionando os governos e polícia civil, no quebra-quebra, e tudo pode avançar mais rapidamente aqui, e se não tivermos alguém lá na Assembleia por nós, aí sim, vamos declarar falência e fechar as portas”.

A nota da ASOF não esclarece onde foram feitas as declarações, e segue, “nos pronunciamos com profunda indignação pela forma desrespeitosa e desprovida de verdade que o citado servidor se refere as policias militares do Brasil, que inúmeras vezes duplicou sua jornada de trabalho em detrimento de greves da polícia civil, que lutavam por aumento salarial”.

Veja a postagem da ASOF

Por sua vez, a Associação dos Praças e Familiares da Polícia e Bombeiro Militar do Estado de Rondônia (Assfapom), através do seu Presidente Jesuíno Boabaid, comentou que a nota mostra realidade da categoria que está sobrecarregada com dobro de jornadas de trabalho e sem o realinhamento salarial, que ainda não foi cumprido, e não há ainda, previsão deste direito.

Diante desta situação uma comissão formada por esposas de policiais e bombeiros militares do Estado de Rondônia iniciou uma convocação à todas as esposas e familiares dos servidores da categoria para participarem de uma assembleia que debaterá o realinhamento salarial dos policiais militares de Rondônia, prometido desde Gestão passada.

A convocação está circulando em redes sociais e grupos de Whatsapp com o vídeo de convocação que pretende reunir um grande número de pessoas. A reunião está agendada para esta sexta-feira (06). a partir das 16h, em frente ao Batalhão Rondon, localizado na Rua Major Amarante, Bairro Arigolândia em Porto Velho.

O último movimento grevista da Polícia Militar no Estado ocorreu em 2011.