Brasil Educação Justiça

Atenção! Novo Jogo que está viralizando na web e extremamente perigoso!

Muitos jovens simpatizam com brincadeiras esquisitas e até perigosas, as vezes, a troco de likes e curtidas nas redes sociais, sem medir as consequências, tornando a brincadeira “viral” na internet.

As brincadeiras são conhecidas como “desafios”, que são gravados, publicados e espalhados nas redes sociais.

Na semana volta às aulas, um destes vídeos propagou e preocupou pais e educadores.  Na brincadeira, três adolescentes se posicionam um ao lado do outro. Os dois da ponta saltam, pedindo que o do meio dê um salto em seguida. Quando o terceiro pula, leva uma rasteira e cai com tudo no chão. Ao que tudo indica, a pessoa que sofre a queda, entra na brincadeira sabendo das regras do jogo, ignorando os riscos.

Com este risco invadindo as escolas, é importante saber quais brincadeiras devem ser evitadas.

A lista abaixo indica as cinco mais arriscadas que circulam pelas redes sociais:

1- Brincadeira da rasteira

Neste jogo, os estudantes brincam de derrubar uns aos outros no chão. A complicação é que ao cair, o indivíduo pode sofrer desde pequenas lesões, como escoriações e luxações, até traumas mais graves, que podem levar a danos à coluna ou ao cérebro e até à morte.

veja abaixo no que consiste a brincadeira:

Essa brincadeira e perigosa pelos seguintes motivos, durante a queda a cabeça e as costas (espinha dorsal) são os primeiros locais a sentir o impacto do chão, podendo ocasionar lesão fraturas, ou até mesmo uma fratura craniana, podendo ocasionar danos cerebrais,  fratura na espinha dorsal e já existem influenciadores digitais e profissionais de saúde alertando sobre o perigo dessa ”brincadeira”, porem isso infelizmente não impediu que o pior acontecesse.

Brincadeira da “roleta humana” resultou na morte de menina no Rio Grande do Norte.

A adolescente participava de uma brincadeira com outras duas meninas que guiavam a colega sobre como proceder, quando ela bateu a cabeça no chão e acabou morrendo em novembro de 2019.  Mais mesmo assim em 2020 redes sociais foram tomadas por vídeos onde estudantes derrubam colegas. Brincadeiras como “roleta humana” e “desafio da rasteira” podem causar lesões graves

Emanuela Medeiros, de 16 anos, bateu a cabeça no chão, e perdeu a vida na Escola Municipal Antônio Fagundes, em Mossoró, no Rio Grande do Norte (RN)

O caso de uma menina que morreu após participar de uma brincadeira que se popularizou na internet chama a atenção para o perigo desse tipo de viral. Emanuela Medeiros, de 16 anos, bateu a cabeça no chão, na Escola Municipal Antônio Fagundes, em Mossoró, no Rio Grande do Norte (RN). Ela sofreu traumatismo craniano, foi socorrida pela direção do colégio e levada ao Hospital Regional Tarcísio Maia, mas acabou morrendo. O caso aconteceu em novembro do ano passado, porem a ”brincadeira” que tirou a sua vida, voltou a viralizar  nesta ultima semana de fevereiro de 2020.

Youtuber que começou com a brincadeira pediu desculpas

O influencer Robson Calabianqui, 23 anos, que tem mais de 2 milhões de seguidores em seu canal de YouTube, reproduziu no início da semana em suas redes uma brincadeira perigosa: o “desafio da rasteira“. O jovem foi candidato ao cargo de Deputado Federal em São Paulo pelo PATRI, Fiunha e obteve 1.589 votos totalizados mas não foi eleito nas Eleições 2018.

No vídeo divulgado, (que já tirado do ar), ele e o irmão, aplicam em sua mãe o “golpe”. Na brincadeira, duas pessoas devem estar postadas lado a lado, uma pessoa pula de cada vez. Quando a pessoa do meio está no ar, recebe uma rasteira dupla, levando um tombo que pode ser fatal.

Após a repercussão negativa da brincadeira de mal gosto, alguns internautas criticaram a publicação de Robson e disse que muitas crianças seguem as besteiras que ele faz.

“Você tem noção de que pessoas se machucaram e até morreram por causa dessa brincadeira imbecil…. Acho que se eu vejo vc eu ia te arrebentar na porrada, mas enfim, espero que vc aprenda, amadureça e entenda q vc infelizmente influencia muitos jovens. Vc é um influenciador e muitas crianças seguem as besteiras que vc faz”, disse um internauta.

Robson postou um vídeo com a sua mãe “dando o troco” e concluiu: “EU ERREI! Como Influenciador, Como Humorista, Como Humano… Me perdoem”.

  • Fontes e texto adaptado: RomaNews.com/Em.com