Destaques Interior

Aumentam os casos de coronavírus no interior de Rondônia

Novos casos suspeitos e confirmados surgem pelos municípios do interior do estado de Rondônia. Na manhã desta quarta-feira (08), foi informado novos números confirmados de coronavírus no estado. Em Porto Velho, capital de Rondônia, havia sido confirmado 19 casos. Pela tarde, mais dois casos confirmados pela Secretaria Municipal de Saúde, totalizando 21 confirmados.

Ainda pela manhã desta quarta – feira, o interior de Rondônia possuía os seguintes casos:

  • 1 em Jaru;
  • 1 em Ji-Paraná;
  • 1 em Rolim de Moura;
  • 1 em Vilhena.

Durante a tarde, três casos suspeitos foram apontados pela secretaria municipal de Ariquemes. Os pacientes são um idoso e duas crianças.

A cidade de Ouro Preto do Oeste, confirmou através da secretaria de saúde do município, o primeiro diagnóstico de COVID – 19, também nesta tarde.

De acordo com informações iniciais da pasta, o paciente é um homem de 57 anos que saiu de Espírito Santo com destino ao município. Os sintomas, conforme a secretaria, começaram a aparecer em meados de março. Ele, que passa bem, e a família já estão em isolamento. A Secretaria de Estado de Saúde (Sesau) ainda não confirmou o caso.

Publicado por Estância Turística Ouro Preto do Oeste em Quarta-feira, 8 de abril de 2020

A cidade de Vilhena, novamente, registrou mais um caso suspeito do novo coronavírus. A ocorrência foi levantada nesta na terça-feira (7), pela Secretaria de Saúde da cidade. Com o novo diagnóstico, salta para 8 o número de casos suspeitos da doença na região. O município tem um caso confirmado, esta já registrado pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesau).

Até o momento, a Sesau não confirmou os casos suspeitos e casos confirmados dos municípios, incluindo os da capital, desta quarta-feira. Na manhã da última terça – feira, a pasta informou em uma coletiva de imprensa, que os kits adquiridos pelo Governo Federal já haviam sido esgotados, e uma nova solicitação foi feita. A previsão é que os novos kits cheguem até o fim desta semana.

Entre os casos suspeitos que precisam ser confirmados, está do taxista que morreu nesta manhã, em Porto Velho. Segundo informações, o diagnostico está previsto para ser entregue em até 72 horas pelo Lacen.