Mundo

Autoridades de Wisconsin pedem para Trump não visitar Kenosha

O governador de Wisconsin, Tony Evers, e o prefeito de Kenosha, John Antaramian, pediram para que Donald Trump não visite a cidade, onde distúrbios deixaram dois mortos e dois feridos na semana passada, mas o presidente dos Estados Unidos mantém os planos de viajar na terça-feira.

Cerca de 3.200 quilômetros a oeste de Kenosha, na cidade de Porland, no Oregon, um homem morreu com um tiro no peito após simpatizantes de Trump e integrantes do movimento Black Lives Matter (“vidas negras importam”, em tradução livre) se enfrentarem no sábado passado.

Por EFE