Mundo

Boris Johnson ainda está na UTI, mas sua condição é estável

O primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, está clinicamente estável na Unidade de Terapia Intensiva nesta quarta-feira (8), e responde ao tratamento contra a Covid-19.

O teste dele para a doença deu resultado positivo há quase duas semanas. Ele foi levado ao hospital de St Thomas no domingo com temperatura alta e tosse. Sua condição piorou e ele foi levado à UTI.

Ele tem recebido oxigênio, mas não foi colocado em um respirador.

Dominic Raab, seu secretário de Assuntos Externos, afirmou que ele voltará logo. Por enquanto, Johnson não está trabalhando.

O Reino Unido entrou na fase mais mortal do surto, de acordo com cientistas. Ao mesmo tempo, há debates sobre quando acabar com o confinamento.

No governo, os ministros debatem quanto tempo o país consegue ficar nessa situação e quais são as implicações a longo prazo das medidas de controle.

Os números mais recentes são de 6.159 mortes.

O prefeito de Londres, Sadiq Khan, afirmou que o pais não tem condições de acabar com o confinamento. “Não estamos nem próximos disso”, disse.

Respira sem assistência

Johnson respira sem assistência, disse Raab. O secretário recebeu autoridade de Johnson.

A Constituição do Reino Unido, que na verdade é um conjunto de precedentes, não tem um plano B para uma situação como essa.

O governo deve decidir o que fazer quando o primeiro-ministro precisa se ausentar.

Raab disse que os ministros receberam ordens diretas de Johnson, mas não está claro o que acontecerá se decisões cruciais precisarem ser tomadas.

G1