Connect with us

Hi, what are you looking for?

Rondônia

Caso de coronavírus é descartado em Rondônia e comitê de enfrentamento à doença

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) e a Agência de Vigilância em Saúde (Agevisa) informam que as amostras coletadas de um casal que mora em Porto Velho tiveram o resultado negativo para o coronavírus e positivo para influenza B.

O casal, que estava com suspeita de coronavírus, teve as amostras coletadas e enviadas para a Fundação Oswaldo Cruz no Rio de Janeiro, que tem laboratório de referência e responsável por testes específicos para detecção do vírus, conforme protocolo do Ministério da Saúde em casos suspeitos da doença.

Apensar do resultado negativo para o coronavírus, o Estado continua vigilante. Na última quinta-feira (6), o secretário de Saúde, Fernando Máximo, participou da reunião sobre o coronavírus com o ministro da Saúde, Henrique Mandetta, na Comissão de Saúde da Câmara dos Deputados, em Brasília. “Estamos estudando a fundo, acompanhando de perto as medidas tomadas, os resultados obtidos nos lugares afetados e planejando todas as estratégias. Graças a Deus, nenhum caso foi confirmado em Rondônia, e nem no restante do Brasil, mas estamos trabalhando na prevenção”, disse Fernando Máximo.

O Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus em Rondônia, que se encontra sob coordenação da Agevisa e Sesau, orientado pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde – Cievs/Agevisa, está atento às situações suspeitas.

PREVENÇÃO

Com tosse, febre ou contato com alguém que esteve na China recentemente e está apresentando sinais suspeitos ou já confirmados do coronavírus:

Evitar contato com outras pessoas

Evitar compartilhar talheres, copos, garrafas e escova de dente

Evitar tossir perto das pessoas, utilizar lenço no rosto ao espirrar e tossir

Lavar as mãos muitas vezes por dia

Usar máscara para evitar disseminar partículas e gotículas de saliva

Evitar colocar a mão na boca, olhos e nariz

Manter as janelas abertas e lugares arejados

Evitar aglomerados de pessoas

Cozinhar ou fritar bem as carnes e ovos

Caso apresente os sintomas, principalmente se a pessoa tiver tido contato com alguém que esteve recentemente na China, o fluxo de atendimentos para quem têm suspeitas é procurar unidades básicas de saúde ou as Unidades de Pronto Atendimento (UPA’s).

Dúvidas e orientações podem ser sanadas por meio Cievs, com atendimento gratuito por técnicos durante 24 horas no 0800-642-5398.


Fonte
Texto: Sângela Oliveira
Fotos: Ítalo Ricardo e Daiane Mendonça
Secom – Governo de Rondônia

Faça um comentário

Você pode gostar

Capital

Fundado oficialmente apenas em 1914, o bairro Triângulo é o mais antigo de Porto Velho, abrigava os trabalhadores da Estrada de Ferro Madeira Mamoré,...

Capital

Realizado nesta quarta – feira (07), um leilão na B3 (Bolsa de Valores de São Paulo), na qual foram leiloados 22 aeroportos em 12...

Capital

Profissionais de saúde que estão em atividade nas unidades médico-hospitalares públicas e privadas que atendem pacientes diagnosticados com a Covid-19 continuam sendo imunizados pela...

Brasil

    Na minha contínua necessidade de “ler o mundo”, um dos caminhos é a leitura de jornais. Essa “troca de ideias” com pessoas...