Capital Destaques Rondônia Saúde

Caso suspeito de Coronavírus em Rondônia terá o resultado entregue somente na próxima segunda-feira (16)

O Ministério da Saúde ainda não descartou o caso suspeito de coronavírus em Rondônia. A paciente monitorada é uma mulher de 43 anos que viajou ao Japão, em fevereiro, e durante o voo de volta, esteve no mesmo avião do paciente de São Paulo com diagnóstico já confirmado para coronavírus.

Rondônia entrou na lista de de estados suspeitos para COVID-19 no dia 2 de fevereiro, após a mulher de Porto Velho apresentar sintomas semelhantes ao da doença que já matou 3.557 pessoas em 95 países e territórios – de acordo com o levantamento do jornal The New York Times de sábado (7).

A previsão era que o exame da paciente ficasse pronto e fosse divulgado no sábado (7), mas a Secretaria de Estado de Saúde (Sesau) informou que houve uma prorrogação e o resultado deve sair apenas na segunda-feira (9).

Procurada, a assessoria da Agevisa informou que a seguinte informação:

Os resultados, tanto laboratorial para outros vírus respiratórios como o vírus Influenza A e B realizados pelo Lacen-RO quanto para comprovação ou não do Coronavírus serão divulgados aos veículos de comunicação a partir de segunda-feira (16).

Entenda o caso

Após a confirmação do primeiro caso oficial de suspeita de Coronavírus em Porto Velho, o Coordenador Estadual do Centro de Informações Estratégicas de Vigilância em Saúde (CIEVS) da Agência Estadual de Vigilância em Saúde de Rondônia (Agevisa), Sid Orleans, comentou sobre a paciente suspeita.

Segundo Orleans, a mulher de 43 anos viajou para o Japão no dia 31 de janeiro e retornou para o Brasil dia 20 de fevereiro. Em seu retorno, fez conexão na França, voltando para o Brasil no mesmo avião que o paciente confirmado com Coronavírus, morador de São Paulo.

O Ministério da Saúde após confirmar o primeiro paciente infectado com o vírus, mapeou todas as pessoas que tiveram contato direto e indireto com ele, incluindo todos os passageiros do avião. Este mapeamento apontou uma pessoa da cidade de Porto Velho e por não apresentar sintomas, ela foi somente observada.

Sid Orlens, explicou para o Orondoniense que a paciente atualmente não apresenta mais sintomas aparentes e está, como o recomendado, em isolamento residencial, sendo monitorada ela e sua família por mais 14 dias.

Caso haja confirmação do vírus no estado de Rondônia, o coordenador do CIEVS, roborou que o Estado já possui um Plano de Contingenciamento do Covid-19.