Entretenimento

Cineamazônia 17ª Edição apresenta a programação de filmes e mostras

O Cineamazônia – Festival de Cinema Ambiental, que acontece em sua 17ª Edição de 1 a 5 de dezembro de 2020, de forma totalmente online e com acesso ao público 100% gratuito, apresenta a programação das mostras, onde, além da exibição de filmes de curtas, médias e longas metragens, contará com mostras especiais e atividades paralelas em Mesas Redondas, Debates e conversas nos Papos de Cinema, sempre recebendo convidados com temas vinculados à produção cinematográfica brasileira. A homenagem do Cineamazônia, nesta 17ª Edição, será para a Cinemateca Brasileira, guardiã do maior acervo em filmes no Brasil e uma das cinco maiores do mundo, e que passa por uma grave crise.

Na Mostra Competitiva de curtas e médias metragens, 41 filmes disputam o Troféu Mapinguari nas categorias de documentário, animação, ficção e experimental, além do Troféu Mapinguari para roteiro, trilha sonora, fotografia, montagem e direção, além do Troféu Mapinguari para a melhor Produção da Amazônia.

A lista completa dos curtas e médias que concorrem nesta 17ª Edição pode ser conferida aqui no site do Cineamazônia.

Também buscam o Troféu Mapinguari – Prêmio Silvino Santos, seis longas metragens documentários, nesta 17ª Edição disputado por grandes produções do cinema brasileiro, com os filmes:

  • Kabadio – O tempo não tem pressa, anda descalço, de Daniel Leite

  • Idade da Água, de Orlando Senna

  • Ex Pajé, de Luiz Bolognesi

  • Empate, de Sérgio de Carvalho

  • Nheengatu, de José Barahona

  • Soldados da Borracha, de Wolney Oliveira.

  • Os trailers dos seis longas documentários estão disponíveis no canal do Youtube do Cineamazônia.

Todos os filmes, tanto na mostra de curtas e médias quanto na de longa documentários são analisados por profissionais de destacada atuação na produção audiovisual, ambiental e cultural, composto por cinco membros para curtas e médias e outros cinco para os longas documentários.

A exibição de filmes não se restringe somente às mostras competitivas que buscam o Troféu Mapinguari. Quatro outras mostras vão brindar o público que irá acessar, online e gratuito, durante o Cineamazônia, filmes diversificados, assim definidos:

Mostra de Longas Convidados

Longas metragens que discutem a condição humana, o meio ambiente, a música brasileira, dentre outros temas, serão exibidos para o público, confira:

  • Obá Obá Obá, de Benjamin Rassat

  • Tudo por Amor ao Cinema, de Aurélio Michiles

  • A Terra Negra dos Kawa, de Sérgio Andrade

  • Osvaldo Cruz na Amazônia, de Stella Oswaldo Cruz Penido e Eduardo Vilela Thielen

  • Amazônia, o Despertar da Florestania, de Christiane Torloni e Miguel Przewodowski

  • Rondônia: Viagem à Terra Prometida, de Silvio Tendler

  • Para ter onde ir, de Jorane Castro

  • Pureza, de Renato Barbieri.

  • Os trailers de todos os longas convidados já podem ser vistos no canal do Youtube do Cineamazônia.

Mostra Animando Amazônia

  • Exibição de 39 filmes de animação, realizados através de um projeto pioneiro de animação na Amazônia Brasileira e Boliviana, desenvolvido pelo festival durante as oficinas de animação com alunos de escolas públicas nas 16 edições anteriores e durante o Cineamazônia Itinerante;

Mostra Imagens da Memória

  • Obra cinematográfica produzida pelo Cineamazônia ao longo dos últimos anos com depoimentos de pessoas que resgatam, preservam e contam as suas histórias de vida nos diferentes territórios da Amazônia, em uma linguagem própria em 21 filmes de curta metragem;

Mostra Itinerâncias

  • São 5 filmes com diferentes pessoas e culturas e a rica diversidade contadas do ponto de vista de convidados e de personagens locais durante as expedições do Cineamazônia Itinerante pela Amazônia, Peru, Bolívia, Colômbia, Portugal e África.

Assessoria