Cultura Filmes Geek Videos

CINEMA – Enquanto o terrir não acaba – Por Humberto Oliveira

Com a morte de Zé do Caixão, o não menos icônico Ivan Cardoso, se tornou herdeiro do mestre do terror nacional, mas não como imitador, mas um herdeiro com estilo próprio. Tanto que Cardoso é o rei do terrir, o terror com comédia.

De sua lavra podemos destacar longas como O segredo da múmia, As sete vampiras e O escorpião escarlate. Todos influenciados por clássicos filmes de monstros, quadrinhos, seriados de televisão e também programas de rádio, dentre eles as aventuras do Anjo. Ivan Cardoso não considera seus filmes trash, pois segundo o diretor, foram realizados com apuro técnico e ótimo elenco.

Para conhecer mais da história e carreira deste peculiar cineasta brasileiro, fã de filmes de terror, os fãs, cinéfilos, estudiosos e curiosos têm a disposição o ótimo livro biográfico Ivan Cardoso, o mestre do terror, escrito pelo pesquisador de cinema Remier para a coleção Aplauso, editado pela Imprensa Oficial de São Paulo.

Trailer de O Segredo da Múmia:

O cineasta sempre foi original, inovador, um artista primitivo que sempre desafiou as classificações e ditames da linguagem cinematográfica, assim como o seu ídolo Zé do Caixão, tão primitivo quanto. Em seu depoimento, Ivan Cardoso disseca toda a sua filmografia.

Trailer de As Sete Vampiras:

Fotógrafo, ator, artista plástico, jornalista, diretor e produtor de cinema. É mais conhecido como cineasta. Estreou no cinema em 1970 com Nosferatu no Brasil, filmado em super-8 e tendo como ator o poeta tropicalista Torquato Neto. Sua filmografia compreende mais de vinte curtas e seis longa, o primeiro dos quais foi O Segredo da Múmia em 1982. Depois desta produção e de As Sete Vampiras  (1986), ficou caracterizado como mestre do terrir devido à mistura de terror, humor e sexo. Nos anos setenta participou ativamente dos movimentos artísticos de vanguarda ao lado de artistas como Hélio Oiticica e Décio Pignatari. A fotografia foi sua primeira atividade, uma prática iniciada no fim dos anos sessenta através da qual registrou seu trabalho e os muitos artistas, parceiros e amigos, que conheceu na sua atividade. Seu arquivo é constituído de cerca de 80 mil negativos. Desde 1967 participa de numerosas exposições coletivas no país e no exterior.

Trailer de O Escorpião Escarlate

Ao assistir a um filme de Cardoso, o espectador tem duas escolhas. Morrer de medo ou morrer de rir. Só não vai conseguir ficar indiferente.