Esporte

Clubes aprovam protocolo, e Ferj aguarda aval do governo para definir data de volta do Carioca

Fluminense e Botafogo reforçam posição contrária à retomada dos jogos em junho enquanto não houver controle da pandemia. Entidade, porém, afirma que maioria decidirá sobre retorno.

O Campeonato Carioca, paralisado desde o dia 16 de março por conta da pandemia do novo coronavírus, ainda não tem data de retorno, mas definiu as regras para tal. Neste sábado, em reunião virtual do Conselho Arbitral da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj), o protocolo Jogo Seguro foi aprovado pelos clubes da Série A.

O plano agora é que este protocolo seja enviado na segunda-feira para aprovação do Governo do Estado para que então seja marcado, já na próxima semana, um novo arbitral para decidir a data do retorno da competição.

Flamengo, Vasco e os clubes de menor investimento se posicionaram ao lado da Ferj para que os jogos sejam retomados. Botafogo e Fluminense, por sua vez, reforçaram a posição contra a volta do campeonato enquanto a pandemia não estiver em uma situação considerada sob controle. Para os dois clubes, é preciso que o estado do Rio esteja com taxas semelhantes a dos países europeus quando estes voltaram com as atividades para haver a volta.

Maioria x unanimidade para definição de volta causa divergência

Consultada, a Ferj informou que a data para o Carioca voltar será decidida por maioria dos votos, sem necessidade de unanimidade. A entidade se baseia em um artigo do Regulamento Geral de Competições (RGC) que diz que “casos omissos ou conflitantes, a eles relacionados, caberão exclusivamente à Federação”. Flamengo e Vasco concordam com esta interpretação.