Interior Rondônia

Cobra, jabuti, tamanduá e outros 32 animais são devolvidos à natureza em Vilhena

Tamanduá foi devolvido à natureza em Vilhena (RO) — Foto: Prefeitura de Vilhena/Divulgação

Só este ano, o Corpo de Bombeiros e a Polícia Ambiental de Vilhena (RO), já resgataram cerca de 35 animais da zona urbana e os devolveram à natureza. O objetivo é evitar acidentes, garantir a integridade dos animais e ajudar na recuperação dos que perderam o habitat natural.

Entre os animais encontrados estão espécimes como: jibóia-arco-íris, cascavel, jararacuçu do papo amarelo (papa-pinto), corujas suindara, furcata e buraqueira, jabuti-machado, cágado-de-barbicha, periquitos, frango-d’água, gambá, lagartos (teiú), tamanduá, anfíbios e escorpiões.

Segundo a Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Semma) de Vilhena o resgate é um trabalho importante principalmente no período de seca, onde as espécies sofrem ainda mais com as queimadas e estiagem.

Coruja antes de ser devolvida à natureza em Vilhena (RO) — Foto: Prefeitura de Vilhena/Divulgação

A Semma salienta que mesmo que seja por boa intenção, a população não deve manusear animais silvestres por causa do perigo aos moradores e às espécies que geralmente ficam assustadas e agressivas.

As denúncias e informações sobre aparecimento de animais silvestres na zona urbana de Vilhena podem ser feitas aos seguintes órgãos:

  • Corpo de Bombeiros, através do 193
  • Polícia Ambiental pelo telefone (69) 3321-2129 (de 7h30 às 13h30)
  • E na Semma, pelo (69) 3321-4084 (das 7h às 13h)

“Todos os animais são soltos em locais seguros, imediatamente após a captura, ficando o mínimo possível em cativeiro”, diz a secretária da Semma, Marcela Almeida.

Conforme o artigo 29 da lei n° 9.605, de Crimes Ambientais “matar, perseguir, caçar, apanhar, utilizar espécimes de fauna silvestre, nativos ou em rota migratória, sem a devida permissão, licença ou autorização da autoridade competente, ou em desacordo com a obtida”, pode gerar pena de detenção de seis meses a um ano, e multa.

Veja fotos de animais já resgatados:

G1 RO