Destaques

Com armadilhas e técnicas de guerrilha, grupo surpreende fiscalização da Sedam em Machadinho D’Oeste

Pneu de viatura furado durante ação contra invasores na Reserva Extrativista Aquariquara em Rondônia — Foto: Sedam/Divulgação

A operação realizada na segunda – feira (21), na região de Machadinho D’Oeste feita pelos agentes da Polícia Ambiental e Secretaria de Estado  do Desenvolvimento Ambiental (Sedam), foi surpreendida pelos invasores com armadilhas e “técnicas de guerrilha” para impedir a chegada dos agentes na Reserva Aquariquara.

A operação começou após denúncias que invasores estariam acampados desde o último domingo (20) no limite da  reserva, se preparando para a invasão.

Conforme relatos policiais, ao se aproximarem eles foram surpreendidos por “técnicas de guerrilha” utilizadas pelos invasores, fogos de artifício e apetrechos de aço com ponta perfurante nas vias de acesso para furar os pneus das viaturas.

De acordo com os agentes, momentos depois, um grupo com aproximadamente 50 pessoas armadas com foices e facões, veio ao encontro das guarnições, e conforme relato, ainda estava previsto a chegada de mais 60 pessoas no dia seguinte pra invadir a unidade de conservação.

A Sedam informou que após extensos diálogos, o grupo saiu do local de forma pacifica. Uma reunião foi marcada entre a Sedam, Incra e os supostos invasores para a quarta-feira (23).

Resex Aquariquara

Placa quebrada na Reserva Extrativista Aquariquara — Foto: Sedam/Reprodução

Situada em Machadinho D’Oeste, a reserva possui uma área de cerca de 18 mil hectares, segundo o Instituto Socioambiental (ISA).

O território é protegido para a conservação do meio ambiente e da cultura das populações residentes. A área é considerada de grande importância por manter e preservar os biomas e ecossistemas da Amazônia, como: Floresta Ombrófila Aberta Submontana, Floresta Ombrófila Densa Aluvial e Formações Aluviais Pioneiras Herbáceas.