Connect with us

Hi, what are you looking for?

Destaques

Comitê divulga carta expondo dificuldades de catadores de lixo em Porto Velho durante pandemia

19 mil toneladas de lixo por mês são jogados a céu aberto em lixão de Porto Velho — Foto: Jheniffer Núbia / G1

Doações feitas pelo Comitê de Atenção aos Catadores de Porto Velho — Foto: Rafael Christofoletti/Arquivo pessoal

Voluntários do comitê, realizam a arrecadação e distribuição de alimentos, produtos de limpeza, máscaras, álcool em gel e o desenvolvimento de projetos de orientação, prevenção e cuidado.

O comitê é formado por representantes da Universidade Federal de Rondônia (Unir), Instituto Federal de Rondônia (Ifro), Cooperativa Rondoniense de Catadores de Materiais Recicláveis (Catanorte), Instituto Lixo Zero entre outros.

Coronavírus x lixo doméstico

Máscaras são obrigatórias em Belo Horizonte contra a Covid-19 (imagem ilustrativa). — Foto: Marta Ortigosa / Unsplash / Divulgação

Neste momento são necessários cuidados com o lixo produzido em casa, principalmente as pessoas que estão com suspeita ou infecção pelo novo coronavírus. Esses cuidados podem diminuir os riscos de contaminação. Alguns deles são:

  1. Separar uma lixeira de uso exclusivo da pessoa infectada ou suspeita no cômodo reservado para ela;
  2. Usar, preferencialmente, sacos hermeticamente fechados;
  3. Higienizar pontos de contatos, como alças e tampas de lixeiras.

Todo o resíduo tem que ser individualizado. Se a pessoa não tiver um saco hermeticamente fechado, ela precisa amarrar muito bem o saco de lixo e só depois disso descartá-lo em uma lixeira comum.

Quem estiver infectado não pode ter contato com o exterior do saco, apenas descartar seus resíduos dentro dele. Uma pessoa não infectada deve retirar o saco do cesto pelo lado de fora e fechá-lo de forma que não vaze ar nem líquidos, para que o vírus fique dentro do saco de lixo.

Com esses cuidados, o lixo poderá ser manipulado por qualquer pessoa, como outros moradores da casa ou as pessoas responsáveis pelo recolhimento do lixo.

Planejamento

O Plano Estadual de Resíduos Sólidos (PERS) de Rondônia foi disponibilizado online neste mês. O texto, elaborado pela Secretaria Estadual de Desenvolvimento Ambiental (Sedam), visa reduzir a geração de lixo e minimizar os danos ambientais durante o descarte desses resíduos.

As ações do plano — quando colocadas em prática — podem: proteger a saúde pública, colaborar com a preservação ambiental, orientar investimentos e a gestão integrada de resíduos sólidos, incentivar a indústria de reciclagem e colaborar com a educação ambiental.

G1 RO

Faça um comentário

Você pode gostar

Brasil

Em 09 de julho de 2020 o senador Randolfe fez uma live com seus heróis médicos, que salvaram muitas vidas no Amapá usando um...

Brasil

    Na minha contínua necessidade de “ler o mundo”, um dos caminhos é a leitura de jornais. Essa “troca de ideias” com pessoas...

Contraponto

[Tendo em vista (i) o impacto dos acontecimentos recentes na França e (ii) a profundidade da análise feita por Theodore Dalrymple, peço licença a...

Mundo

Atualmente, é comum que navegadores de internet como o Google Chrome ou o Safari já venham de fábrica instalados diretamente nos sistemas operacionais. Porém,...