Carreira Destaques

CONCURSO SENADO – Edital com 40 vagas e salários de até R$ 33 mil

O edital do concurso Senado 2020 teve prazo de divulgação adiado para março em razão de ajustes na legislação. É o que diz o presidente da comissão organizadora do certame, Roberci Ribeiro. As dificuldades se concentram, por exemplo, na adequação às regras de acessibilidade/inclusão social e no conteúdo que será cobrado.

De acordo com Ribeiro, o objetivo é assegurar que o concurso atenda os requisitos de política pública de cotas da maneira mais correta possível, tornando-o mais inclusivo e participativo para os candidatos que demandem atendimento especial. Os tópicos das discussões envolvem as cotas para negros e pessoas com deficiência (PCD).

Dos cargos

A autorização do concurso é para o preenchimento de 40 vagas, das quais:

  • Técnico Legislativo (Especialidade de Policial Legislativo): 24 vagas para candidatos de nível médio;
  • Analista Legislativo: 12 vagas para candidatos de nível superior com pré requisito em áreas específicas, como Administração, Arquivologia, Assistência Social, Contabilidade e Enfermagem, por exemplo;
  • Advogado: 4 vagas para candidatos com formação superior em Direito.

Salários

Sobre as remunerações para cada cargo, os valores chamam a atenção. Isso porque para a função de técnico legislativo oferece vencimentos de R$ 19.573,46 mensais. Para nível superior, o número é ainda maior. Para analista legislativo, o pagamento em folha chega a R$ 25.764,85, enquanto para a função de advogado, R$33.003,05.

Além dos rendimentos mensais, aprovados no concurso do Senado Federal têm direito a gratificações e benefícios adicionais, como auxílio-alimentação de R$ 982,28, auxílio-transporte de R$ 147,83, assistência médica e odontológica de R$ 676 e assistência pré-escolar de R$ 831,95.

Fase de escolha da banca organizadora

No final do ano passado, foi realizada audiência pública com nove bancas organizadoras diferentes para a coleta de dados técnicos que irão compor as bases do edital. Participaram o Cebraspe, Fundação Getúlio Vargas, Fundação Cesgranrio, Instituto AOCP e Instituto Brasileiro de Formação e Capacitação (IBFC).

Também estavam presentes o Instituto de Desenvolvimento Educacional, Cultural e Assistencial Nacional (Idecan), Instituto Americano de Desenvolvimento, Instituto Acess e Instituto Acesso Público. 

Em nota divulgada pela Assessoria de Imprensa do Senado, a comissão tem empregado esforços para a agilizar os ajustes no edital e também escolher a banca mais qualificada para cuidar do concurso. Informou ainda que as provas serão aplicadas em todas as capitais do país.

O Rondoniense/N.C.