Blog da Mara | Opinião e Notícia

Jornalista desde 1989. Trabalhou nos jornais Estadão do Norte, O Guaporé e Diário da Amazônia.  Cobriu eleições para a Agência Estado. Trabalhou no Governo de Rondônia por quase 20 anos. Foi assessora parlamentar durante 12 anos no Congresso Nacional. É graduada pela Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP), com especialização em Ciências Políticas pela Unilegis, Universidade do Legislativo Brasileiro.   Entre em contato. Email maraparaguassu1@gmail.com    
Contraponto
Tendência

Confúcio Moura é o único senador de RO a dizer não para o nepotismo de Bolsonaro

O troca-troca já acontece, mas a turma de Bolsonaro jura de pés juntos que isso é coisa da "velha política."

O senador Confúcio Moura é o único dos senadores de Rondônia a ter posição aberta sobre a indicação do deputado federal Eduardo Bolsonaro para o cargo de embaixador dos Estados Unidos, ungido pelo pai, o presidente da República. O Senado Federal ainda vai votar a indicação, conforme determina a Constituição.

Leitores do jornal “O Estado de São Paulo” puderam conhecer nesta segunda-feira, 19, a posição de senadores que se submeteram a uma enquete do jornal. Confúcio Moura é contra a indicação de Eduardo Bolsonaro para a embaixada brasileira nos EUA, enquanto os senadores Marcos Rogério (DEM) E Acir Gurgacz (PDT) não quiseram revelar o que pensam. 29 senadores são contra, 15 a favor e outros 37 estão indecisos ou não querem revelar seu voto.

Consultores do Senador Federal, baseados na sumula vinculante 13 do Supremo Tribunal Federal (STF) entendem que a indicação é sim nepotismo porque o cargo é em comissão, para um familiar, o que é vedado pela sumula.

Há quem tenha comparado o momento atual com a Idade Média para defender o escancarado nepotismo  presidencial.

O presidente do PSL, deputado Luciano Bivar, disse que a relação de um embaixador é uma relação de muita confiança e apreço, como acontecia na Idade Média. “Geralmente o rei entregava seus filhos, suas filhas” para outras cortes, com quem tinha muita proximidade.

E tem a maratona constrangedora pela aprovação ao nome do deputado eleito por São Paulo mas que mora no Rio de Janeiro com a oferta da liberação de emendas no Senado.  A semana promete, o troca lá dá cá está acontecendo, muito embora a turma bolsonariana jure de pés juntos, mergulhados no rio Jordão, onde Jair Bolsonaro foi batizado em 2016, que isso é coisa da “velha política.”

Parabéns ao senador Confúcio.

Pobre Brasil.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios