Comentando Notícia | Marcos Souza

Marcos Souza Gomes, paulista, nascido em Ipaussu (SP), foi criado quase que a vida inteira em Porto Velho (RO), é formado em Comunicação Social, Jornalismo, pela Faro – da primeira turma do Estado de Rondônia. Iniciou como revisor do Jornal Alto Madeira, em 1992, e depois passou a ser repórter do segmento cultural do matutino e em 1996 foi editor do Caderno Dois. Logo que se formou, em 2005, junto com mais três amigos de faculdade fundou o portal de notícias Rondoniaovivo, onde permaneceu até 2015. Especialista em cultura pop, crítico de cinema, atuante nas redes sociais, hoje trabalha como produtor de reportagem na SIC TV Record RO e é editor de matérias do site O Rondoniense.
Sem categoria

Conselho alerta sobre técnica de enfermagem encontrada morta em hospital particular

O Conselho Regional de Enfermagem de Rondônia (Coren-RO) manifesta solidariedade e pesar pelo falecimento da Técnica de Enfermagem, Samia Mara Vieira Soares, que foi encontrada morta nessa quinta-feira (21) dentro de um hospital particular de Porto Velho. Segundo informações, suspeita-se que a profissional tenha se suicidado.

O Coren-RO lamenta a perda de mais uma profissional e chama a atenção para que mais políticas públicas sejam implementadas na esfera da saúde mental, a fim de que novas mortes sejam evitadas, tendo em vista que o ocorrido com a profissional de enfermagem, não é um caso isolado no Estado, pois não é novidade para quem trabalha no âmbito da saúde, mas em geral uma realidade desconhecida para a sociedade que o número de suicídios entre profissionais de enfermagem vem aumentando assustadoramente.

O Coren salienta ainda que inúmeros fatores estão associados à mortalidade por suicídio entre profissionais de enfermagem. Além disso, o Coren reforça que na área da saúde o profissional deve estar em boas condições físicas e emocionais para que possa desempenhar um serviço de qualidade. Porém o que acontece muitas vezes é que o profissional da área de saúde, incluindo os profissionais de enfermagem, tem adoecido com maior frequência, trabalhando tensos e cansados. Estão ansiosos e depressivos, desmotivados e com baixa realização pessoal, fatores estes decorrentes de baixos salários, cargas horárias exaustivas, precariedade no ambiente de trabalho, falta de segurança física, entre outros fatores que interferem no emocional dos profissionais de saúde.

Aos familiares, amigos e colegas de trabalho da técnica de enfermagem, o Plenário do Coren-RO, expressa sua solidariedade neste momento de dor e consternação.  

Comentários

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios