Mundo

Conselho em Minneapolis vê alternativa para substituir polícia

Quatro membros do Conselho Municipal de Minneapolis, favoráveis à substituição do Departamento de Polícia da cidade, apresentaram nessa segunda-feira (8) planos para alterar repasses de verbas a programas baseados na comunidade, a fim de reduzir a violência e limitar a necessidade de uma força armada de policiamento.

O conselheiro Jeremiah Ellison disse, em teleconferência com a imprensa, que as discussões com o público poderiam durar um ano para desenvolver “um aparato inteiramente novo para a segurança pública” , em substituição ao Departamento de Polícia de Minneapolis.

“Acredito que há um erro que muitas pessoas estão cometendo ao pensar que estamos falando em abolir a segurança,” disse Ellison. “Não, estamos falando em abolir uma estrutura fracassada de uma polícia que não nos mantém seguros”.

Ellison foi parte de uma maioria à prova de veto do conselho que, no domingo (7), pediu a dissolução do Departamento de Polícia após a morte de George Floyd, um homem negro desarmado, morto após um policial se ajoelhar sobre seu pescoço por quase nove minutos.

A conselheira Alondra Cano disse que espera uma emenda à proposta de orçamento do prefeito Jacob Frey, nas próximas semanas, e que buscará redirecionar verbas para “estratégias de segurança comunitárias” para o “novo sistema de segurança que todos querem criar”.

Ellison disse que quer angariar apoio para programas locais bem-sucedidos, como um que conecta pessoas com problemas psiquiátricos a terapeutas e outro que retira crianças de gangues.

Por Agência Brasil