Economia Rondônia

Contratações no Crédito rural em Rondônia cresceram 16% em 2019

Os números divulgados pelo Banco da Amazônia apontam crescimento significativo em relação a 2018

As operações do Banco da Amazônia para o setor rural de Rondônia, em 2019, com recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO), alcançaram R$ 974 milhões, registrando um crescimento de 16% em relação a 2018, cujo valor realizado foi de R$ 842,09 milhões.

Morador do município de Ouro Preto do Oeste, o agricultor familiar Roberto Trindade de Resende atua com recursos do Fundo, desde 1996, no ramo de pecuária e leite. A assistência creditícia do Banco o possibilitou investir na infraestrutura de sua propriedade. “As aplicações proporcionaram uma mudança significativa na minha produção, viabilizando a implantação de uma agroindústria, o que beneficiou na produtividade”, disse.

Atualmente o produtor trabalha com animais com melhor genética. A produtividade média é de 12,3 litros por vaca/dia, realiza adubações e correções periódicas nas pastagens, tem 1 hectare de capim elefante adubado que é fornecido diariamente picado para o rebanho, faz uso de inseminação artificial para melhorar o rebanho e produz anualmente 80 toneladas de silagem para período da seca. Toda  produção é comercializada nos municípios de Ouro Preto do Oeste, Jaru, Nova União e Mirante da Serra nos programas de merenda escolar.

O superintendente regional da instituição em Rondônia, Wilson Evaristo, considera o avanço um importante feito para o estado, já que o setor do agronegócio tem uma grande relevância econômica e social para o povo rondoniense. “Nossa meta é continuar crescendo nos números, ano após ano, para trazer os melhores investimentos ao setor agro do nosso estado”, garante o superintendente.

Vários fatores levaram a este resultado. Internamente, o Banco se modernizou, criou plataforma digital, automatizou a análise socioambiental, ampliou sua rede de parceiros, criou plataforma digital, e, com tudo isso, simplificou os processos, reduzindo o tempo de esteira, o que favoreceu a agilidade nas análises de propostas de financiamento.

 “Acreditamos que em 2020 também levaremos o FNO em 100% dos municípios do Estado de Rondônia, alavancando ainda mais a aplicação de crédito para o setor primário, em especial aos agricultores familiares”, frisou Wilson Evaristo.

Contratações na Região Norte

Segundo a revista “The Banker”, publicação do jornal Financial Times, dentre os maiores bancos do Brasil, classificados por melhor performance, o Banco da Amazônia ficou na oitava classificação entre os bancos brasileiros. A instituição aumentou em 50% – de 2018 para 2019 – os investimentos do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO) no agronegócio regional. Em toda região Norte, foi aplicado no total o montante de R$ 4,05 bilhões em 2019, tal desempenho foi o melhor dos últimos cinco anos.

Em relação à participação no agro, o Banco da Amazônia apresentou um crescimento em todas as unidades federativas da Região Norte, saindo de 28%, em 2018, para 36%, em 2019.

“Temos a expectativa de ampliar o número de contratações em 2020, considerando o cenário favorável para o agronegócio e a retomada da confiança pelos empreendedores rurais, a procura pelo crédito rural aumenta a cada dia”, finalizou o superintendente de Rondônia.

 

Fonte: Assessoria BASA