Mundo

Coreia do Norte testa novo míssil e afasta embaixador americano do país

A Coreia do Norte anunciou nesta quinta-feira um teste de uma nova arma táctica guiada, enquanto que os diálogo com os Estados Unidos se encontra paralisado, depois do fracasso nas negociações de paz em cimeira de Hanói entre Kim Jung-un e o Presidente Donald Trump dos Estados Unidos.

Segundo a agência noticiosa norte-corerana KCNA, o líder norte-coreano supervisionou o teste, o segundo deste tipo desde Abril do ano passado, quando foram abertas as negociações sobre os programas nucleares e de mísseis.

Citado pela KCNA, Kim Jong-un descreveu o desenvolvimento do sistema de armas como um passo “importante para aumentar o poder de combate do Exército Popular da Coreia do Norte”.

Em Novembro de 2018, o Governo de Pyongyang tinha anunciado o teste de “uma nova arma táctica de alta tecnologia”, mas não tinha especificado a sua natureza. Agora é dito apenas que a arma tem “um modo particular de guiar o seu voo” e uma “poderosa ogiva”.

O anúncio desta quinta-feira surge após o Governo de Pyongyang manifestar desagrado com o rumo das conversações com os Estados Unidos, argumentando que o seu compromisso com a desnuclearização acertada na primeira cimeira Kim-Trump em Singapura que abriu também caminho à pacificação das relações entre o Norte e o Sul da Coreia, dependia do levantamento das sanções à Coreia do Norte.

O impasse nas negociações levou também a Coreia do Norte a, pouco depois do anúncio do teste, queixar-se do “mediador” americano, o secretário de Estado Mike Pompeo, com o Governo de Pyongyang a pedir a Trump para o substituir por alguém “mais maduro”. 

Kwon, que é o encarregado das relações com os EUA, disse que a cimeira de Hanói mostrou que as conversações podem correr mal “sempre que Pompeo mete o nazis”.

Comentários

Via
Publico.Uol.com
Etiquetas

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios