Capital Destaques

CORONAVÍRUS – Sesau informa que 95,9% das UTI’s do estado estão ocupadas, somente três leitos desocupados

O secretário de saúde do estado, Fernando Máximo, informou durante a coletiva de imprensa nesta segunda – feira (01), que Rondônia está com 95,9% da ocupação de leitos de UTI, faltando aproximadamente três leitos para chegar a 100% de ocupação destes leitos e solicita que a população tenha conscientização que os casos estão aumento muito rápido e que pessoas estão morrendo no estado.

Fernando Máximo não descarta a possibilidade de ocorrer falta de leitos para pessoas positivadas com coronavírus, entretanto, o Governo tem buscado ampliar em tempo acelerado novos números de leitos.

Conforme o secretário, foi estruturado no Pronto-Socorro João Paulo II 10 leitos de UTI, bem como está sendo montada uma equipe para atender aos pacientes de Covid -19. Outro espaço que está sendo preparado para atender somente leitos clínicos é o Centro de Reabilitação de Rondônia (Cero), que está em fase de finalização de reforma e irá atenderá 30 leitos. De acordo com Máximo, a ideia é aumentar com a unidade do Cero os leitos clínicos para desafogar o Cemetron com esta demanda e aumentar com os leitos de UTI.

Fernando ainda ressaltou que até quarta – feira, o Hospital de Amor entregará alguns leitos de UTI , e na sexta -feira será entregue alguns leitos clínicos. Quanto ao Hospital Regina Pacis, a probabilidade de entrega dos primeiros leitos será na semana que vem.

A Sesau ainda possui outras estratégias para novos leitos clínicos e de UTI. O secretário informou que está há algumas semanas negociando com a empresa JBS a construção de um Hospital de Campanha, além de uma possibilidade do CERO se tornar uma unidade hospitalar de UTI e que a Prefeitura de Porto Velho está agilizando uma unidade de atendimento clínico para os pacientes com sintomas menos graves e suspeitos, com o intuito de desafogar as unidades do Estado para que possam ser ampliados leitos de UTI.

Entretanto, o secretário enfatizou que todos estes esforços podem ser insuficientes, a exemplo dos demais países do mundo, que todos os empenhos não impediram que o vírus pudesse matar milhares de pessoas, e reforçou a importância de manter o isolamento social.

Atualmente o estado de Rondônia possui 4.942 casos positivos de Covid-19, 156 pessoas faleceram e 317 pessoas estão internadas.

Veja a coletiva de imprensa na íntegra: