Esporte

De olho em Tóquio, Pia alerta para condição física da seleção feminina

A derrota por 1 a 0 para a França, a primeira no comando da seleção feminina do Brasil, deixou Pia Sundhage preocupada com a condição física das jogadoras. A técnica sueca avalia que o rendimento da equipe caiu no desenrolar da partida, a segunda pelo torneio amistoso disputado na cidade francesa de Valenciennes.

“Acho que tivemos uma resposta importante neste jogo. Não estamos bem fisicamente o suficiente. Comparando o primeiro com o segundo tempo, o time delas foi ficando cada vez forte. Na Olimpíada, teremos só dois dias para nos recuperar entre um jogo e outro. Então, precisaremos avançar na questão física”, alertou a técnica em entrevista coletiva.

Pia iniciou a partida do último sábado (7) com sete novidades em relação ao empate sem gols com a Holanda na quarta (4): A goleira Bárbara, as laterais Letícia Santos e Tamires, a zagueira Tayla, a meia Andressinha e as atacantes Cristiane e Bia Zaneratto. Maior artilheira da seleção, Marta começou no banco no jogo com as francesas, assim como Debinha, goleadora da “era Pia”. As atacantes atuam nos Estados Unidos, cuja temporada ainda não começou, e estão sem ritmo de jogo. Elas entraram apenas na etapa final.

Cristiane defende Brasil contra Franca no Torneio da Franca
Brasil sofre primeira derrota sob comando da técnica Pia Sundhage – A2M/CBF/Direitos Reservados

Superior na maior parte da partida, a França chegou à vitória aos nove minutos do segundo tempo. Após jogada da lateral Amel Majri pela esquerda, a atacante Valérie Gauvin escorou de cabeça em cima de Bárbara, mas a goleira brasileira aceitou. O time de Pia teve as melhores chances com Duda, que entrou na etapa final no lugar da meia Formiga. Na principal, aos 26 minutos, a atacante bateu por cobertura e a bola saiu rente ao travessão.

“Se você quer vencer competições, tem de saber atacar e defender no um contra um, mas, principalmente, em equipe. Precisamos criar mais chances como um time. Temos tempo para correr atrás”, destacou a treinadora, que contabiliza seis vitórias, três empates e, agora, uma derrota no comando brasileiro.

A seleção feminina encerra a participação no torneio francês na próxima terça (10), às 15h (horário de Brasília), diante do Canadá. Já campeãs, as anfitriãs somam seis pontos, contra dois das holandesas e um de brasileiras e canadenses.

 

 

Por – Agênia Brasil