DER destaca sistemas de melhorias e garante celeridade execução de obras nas rodovias | O Rondoniense %
Economia

DER destaca sistemas de melhorias e garante celeridade execução de obras nas rodovias

Above

A implantação de sistemas possibilita a melhoria nos processos de controle dos procedimentos executados pelo Departamento de Estradas de Rodagem, Infraestrutura e Serviços Públicos (DER). No primeiro semestre da nova gestão, a logística da autarquia destacou investimentos e adequações que garantem a prestação do serviço de qualidade à população, que espera a melhor trafegabilidade nas rodovias de Rondônia.

O DER conta, atualmente, com 14 Residências Regionais, quatro usinas para produção de massa asfáltica (confecção e manutenção das rodovias) e uma Coordenadoria de Ações Urbanísticas (CAU) – em Porto Velho. Com a finalidade de construção, pavimentação e recuperação das rodovias estaduais, bem como auxiliar outros serviços necessários.

Com 736 veículos, em seu parque de maquinários, no início da nova gestão foram identificados 46% de equipamentos e máquinas parados, com necessidade de manutenção para funcionamento. No fechamento do semestre, 75% destes já foram recuperados e promoveram a celeridade no atendimento das necessidades, conforme cronograma de ações.

Um sistema de gestão de frotas foi liberado para manutenção e compra de peças para os veículos, equipamentos e maquinários. O Sistema Brasil Card é gerido por uma empresa privada e permite aos Residentes Regionais consultar e avisar a necessidade, possibilitando a recuperação das máquinas com maior rapidez, dando continuidade ao Plano Anual de Manutenção do DER, que contempla a cada Residência Regional sua malha viária a ser executada, bem como atendimento a outras atividades. Por meio do sistema, o mecânico responsável por cada regional realiza uma análise da necessidade, o produto desejado é lançado no sistema, e a administração publica as cotações e realiza as devidas compras. Ao final de cada mês, a empresa gestora de frotas recebe o pagamento do DER e repassa para as lojas credenciadas onde foram adquiridos os produtos.

Adotando um controle mais transparente, as Residências Regionais devem solicitar combustível, por meio do Sistema Eletrônico de Informação (SEI), para determinado período. A solicitação é avaliada pela administração com base no pedido formalizado e justificado, concedendo autorização para liberação do combustível. Outro processo que foi atualizado é o ateste de aplicação de peças, que consiste na fidedignidade do processo quando uma peça é adquirida para ser aplicada em um equipamento ou veículo. “Com o ateste recebemos o documento onde o mecânico e o residente assinam atestando com fotos a aplicação real ao veículo”, explicou o gerente de logística do DER, Odair José.

Um controle gerencial também foi adequado para maior transparência quanto à escala de viagens dos motoristas das frotas, de forma a não permitir favorecimentos, onde cada motorista executará sua viagem, conforme previsto em escala. E um processo de licitação foi executado para manutenção de fogões industriais que estavam impossibilitados em sua utilização. Fogões na 13ª Residência Regional e na CAU, em Porto Velho, estavam com problemas e, com a execução da manutenção, os servidores têm condições de operar as cozinhas para melhor confecção de alimentos, durante o período de serviço nas localidades.

Outra grande conquista da nova gestão, por meio da gerência de logística do DER, foi a portaria que nomeia uma comissão para realização de processo seletivo, a fim de regularizar a cessão de uso de imóveis públicos residenciais de posse ou propriedade do Departamento.

O trabalho da gerência de logística é atender às Residências Regionais em suas prioridades, para que aconteça a execução dos trabalhos de forma efetiva, para conquistar o proposto pelo DER, onde quem ganha é a população com a boa trafegabilidade, resultado da atividade fim que tem o objetivo de produzir, confeccionar e manter as rodovias.

Para atender exclusivamente às Residências Regionais foram adquiridos máquinas, veículos e equipamentos, que vão melhorar a execução dos serviços, atendendo: Porto Velho e Machadinho D’Oeste (duas motoniveladoras Caterpillar), Colorado D’Oeste, Ariquemes, Machadinho D’Oeste, Vilhena, Jaru, Buritis e São Francisco do Guaporé (oito veículos Pick-Up), Ariquemes e Pimenta Bueno (duas retroescavadeiras), Porto Velho (uma vassoura mecânica e uma grade aradora).

Também há previsão de entrega, para o segundo semestre deste ano, de 18 fogões industriais às Residências Regionais, oito moto bombas, dois tratores agrícolas, duas roçadeiras hidráulicas articuladas, nove caminhões pipa e sete caminhões basculantes.

Outro diferencial é o trabalho de conscientização com instruções qualificadas aos servidores para cuidado com os maquinários. “A função de fiscalização, além dos órgãos de controle, parte da premissa que a população tem um papel importante de acompanhar, bem como informar às autoridades competentes e ao DER para medidas necessárias, para deixar o mais transparente possível todos os procedimentos executados por essa autarquia”, concluiu o gerente de logística.

Below