DIA DO PUBLICITÁRIO – Quando as propagandas ainda eram inocentes e criativas - Por Marcos Souza | O Rondoniense %
Cultura Destaques Especiais Videos

DIA DO PUBLICITÁRIO – Quando as propagandas ainda eram inocentes e criativas – Por Marcos Souza

Above

No dia 1º de fevereiro se comemora o Dia do Publicitário, profissional importante da comunicação social e que possui como principal arma para desenvolver o seu trabalho a criatividade. Peças publicitárias expõem uma ideia, um conceito e podem promover empresas, produtos, pessoas, locais e qualquer coisa que queira promoção e divulgação.

Essa é uma data de exaltação a esses profissionais que são responsáveis por deixar nas nossas mentes uma marca, uma historinha, alguém – um personagem – que promove um produto ou uma empresa e ficam por anos com aquele sabor de nostalgia e saudade.

Por vezes as peças publicitárias, principalmente as propagandas veiculadas em vídeo, são as que mais marcam.

Na data de hoje vamos lembrar algumas dessas peças importantes e que fazem parte da cultura pop, da vida de muitas pessoas. São vídeos de propagandas que exaltavam uma época mais inocente e menos de patrulhas ideológicas. Então são vídeos que hoje poderiam soar infames, alguns com a suspeita de carrega uma mensagem subliminar a respeito de sexualidade ou rebeldia, ou não.

O Brasil se tornou o celeiro de alguns dos mais importantes publicitários do mundo, assim como agências. Washington Olivetto é hoje uma das grandes referências desse dia tão importante, sua percepção em captar e colocar em um tempo de 30 segundo ou um minuto uma ideia simples e de execução moderna, trouxe ao mercado um nível exemplar onde a criação por vezes sobressai o conceito com uma memória efetiva e humana.

Com ele a agência W/Brasil se tornou uma das melhores do mundo e referência de propaganda criativa e exímia qualidade, a ponto de ser exaltada em uma música do cantor e compositor Jorge Ben Jor.

É dele a criação do “Garoto da Bombril”, com o ator Carlos Moreno, que ficou marcou gerações, ou quem não é capaz de dar um sorriso ao lembrar da garota do primeiro sutiã.

A data homenageia os profissionais de comunicação social que são responsáveis em pensar, criar e desenvolver campanhas publicitárias destinadas a promover ideias, lugares, empresas, organizações, produtos, pessoas e etc.

Os publicitários trabalham tendo como principal característica a criatividade, por causa disso são considerados profissionais “despojados”, “jovens” e sem horários fixos. A construção de um bom ambiente de trabalho é essencial para o desenvolvimento da inspiração necessário para o publicitário criar suas peças e projetos.

Vamos ver alguns dos clássicos da propaganda brasileira e que se tornaram um marco em referência da criação.

PRIMEIRO SUTIÃ:

Quem viveu nos anos 80 lembra da famosa frase: o primeiro Valisère a gente nunca esquece. A atriz Patrícia Lucchesi tinha 11 anos em 1987, quando o comercial foi veiculado. é um dos clássicos de Washington Olivetto:

O TIO DA SUKITA

Esse é outro comercial maravilhoso, e compõe uma série com 3 comerciais com os atores Roberto Arduim e Michelly Machri. O vídeo foi desenvolvido pela agência Carillo, Pastore, na década de 90, para a o guaraná Sukita:

BOMBRIL

O ator Carlos Moreno fez o mais famoso “garoto propaganda” de um produto comercial, ele era o promoter da Bombril. Com uma série de comerciais que ficou por anos na TV brasileira – o último foi veiculado no ano de 2013 – as suas sacadas eram geniais.

PIPOCA E GUARANÁ

Outro gigante da propaganda no Brasil, o publicitário Nizan Guanaes – da agência Africa – criou essa maravilha de grande apelo popular entre os jovens e que conseguiu não só levantar as vendas do guaraná Antártica como também dos milhos para fazer pipoca. Muito clássico e a música (jingle) foi um marco.

MAMÍFEROS DA PARMALAT

Outro clássico da TV brasileiro, quem não se encantou com os bebês vestidos de bichinhos fofinhos, mamíferos pequenos e grandes e que virou uma febre de venda do leite da marca Parmalat, pois tinha uma promoção onde era possível adquirir bichinhos de pelúcia dos animais mostrados nos dos comerciais.

Marcos Souza

 

Below

Mais sobre o autor

Avatar

Comentando Notícia | Marcos Souza

Marcos Souza Gomes, paulista, nascido em Ipaussu (SP), foi criado quase que a vida inteira em Porto Velho (RO), é formado em Comunicação Social, Jornalismo, pela Faro – da primeira turma do Estado de Rondônia. Iniciou como revisor do Jornal Alto Madeira, em 1992, e depois passou a ser repórter do segmento cultural do matutino e em 1996 foi editor do Caderno Dois. Logo que se formou, em 2005, junto com mais três amigos de faculdade fundou o portal de notícias Rondoniaovivo, onde permaneceu até 2015. Especialista em cultura pop, crítico de cinema, atuante nas redes sociais, hoje trabalha como produtor de reportagem na SIC TV Record RO e é editor de matérias do site O Rondoniense.