Cultura Destaques Especiais Videos

DIA DO PUBLICITÁRIO – Quando as propagandas ainda eram inocentes e criativas – Por Marcos Souza

No dia 1º de fevereiro se comemora o Dia do Publicitário, profissional importante da comunicação social e que possui como principal arma para desenvolver o seu trabalho a criatividade. Peças publicitárias expõem uma ideia, um conceito e podem promover empresas, produtos, pessoas, locais e qualquer coisa que queira promoção e divulgação.

Essa é uma data de exaltação a esses profissionais que são responsáveis por deixar nas nossas mentes uma marca, uma historinha, alguém – um personagem – que promove um produto ou uma empresa e ficam por anos com aquele sabor de nostalgia e saudade.

Por vezes as peças publicitárias, principalmente as propagandas veiculadas em vídeo, são as que mais marcam.

Na data de hoje vamos lembrar algumas dessas peças importantes e que fazem parte da cultura pop, da vida de muitas pessoas. São vídeos de propagandas que exaltavam uma época mais inocente e menos de patrulhas ideológicas. Então são vídeos que hoje poderiam soar infames, alguns com a suspeita de carrega uma mensagem subliminar a respeito de sexualidade ou rebeldia, ou não.

O Brasil se tornou o celeiro de alguns dos mais importantes publicitários do mundo, assim como agências. Washington Olivetto é hoje uma das grandes referências desse dia tão importante, sua percepção em captar e colocar em um tempo de 30 segundo ou um minuto uma ideia simples e de execução moderna, trouxe ao mercado um nível exemplar onde a criação por vezes sobressai o conceito com uma memória efetiva e humana.

Com ele a agência W/Brasil se tornou uma das melhores do mundo e referência de propaganda criativa e exímia qualidade, a ponto de ser exaltada em uma música do cantor e compositor Jorge Ben Jor.

É dele a criação do “Garoto da Bombril”, com o ator Carlos Moreno, que ficou marcou gerações, ou quem não é capaz de dar um sorriso ao lembrar da garota do primeiro sutiã.

A data homenageia os profissionais de comunicação social que são responsáveis em pensar, criar e desenvolver campanhas publicitárias destinadas a promover ideias, lugares, empresas, organizações, produtos, pessoas e etc.

Os publicitários trabalham tendo como principal característica a criatividade, por causa disso são considerados profissionais “despojados”, “jovens” e sem horários fixos. A construção de um bom ambiente de trabalho é essencial para o desenvolvimento da inspiração necessário para o publicitário criar suas peças e projetos.

Vamos ver alguns dos clássicos da propaganda brasileira e que se tornaram um marco em referência da criação.

PRIMEIRO SUTIÃ:

Quem viveu nos anos 80 lembra da famosa frase: o primeiro Valisère a gente nunca esquece. A atriz Patrícia Lucchesi tinha 11 anos em 1987, quando o comercial foi veiculado. é um dos clássicos de Washington Olivetto:

O TIO DA SUKITA

Esse é outro comercial maravilhoso, e compõe uma série com 3 comerciais com os atores Roberto Arduim e Michelly Machri. O vídeo foi desenvolvido pela agência Carillo, Pastore, na década de 90, para a o guaraná Sukita:

BOMBRIL

O ator Carlos Moreno fez o mais famoso “garoto propaganda” de um produto comercial, ele era o promoter da Bombril. Com uma série de comerciais que ficou por anos na TV brasileira – o último foi veiculado no ano de 2013 – as suas sacadas eram geniais.

PIPOCA E GUARANÁ

Outro gigante da propaganda no Brasil, o publicitário Nizan Guanaes – da agência Africa – criou essa maravilha de grande apelo popular entre os jovens e que conseguiu não só levantar as vendas do guaraná Antártica como também dos milhos para fazer pipoca. Muito clássico e a música (jingle) foi um marco.

MAMÍFEROS DA PARMALAT

Outro clássico da TV brasileiro, quem não se encantou com os bebês vestidos de bichinhos fofinhos, mamíferos pequenos e grandes e que virou uma febre de venda do leite da marca Parmalat, pois tinha uma promoção onde era possível adquirir bichinhos de pelúcia dos animais mostrados nos dos comerciais.

Marcos Souza