Rondônia

Doutores da Amazônia envia mil máscaras e dois mil kits à indígenas de Rondônia

Em meio a pandemia do novo Coronavírus (Covid-19) que atinge a população brasileira e mundial, a ONG Doutores da Amazônia enviou, na segunda-feira (27), mil máscaras e dois mil kits com materiais de limpeza para serem fornecidos a indígenas de Rondônia na prevenção à doença. A preocupação da ONG é evitar a possibilidade de disseminação do novo Coronavírus nas aldeias. A Doutores da Amazônia também cobra e faz alerta aos órgãos responsáveis sobre a necessidade ações de combate ao vírus em terras indígenas no estado.

Inicialmente, mil máscaras serão enviadas ao Distrito Sanitário Especial Indígena de Porto Velho (DSEI) e a Associação de Defesa Etnoambiental Kanindé para fazerem a distribuição nas aldeias indígenas de Rondônia.

O presidente da ONG Doutores da Amazônia, Caio Eduardo Machado, afirma que “foram enviados mais de dois mil kits com sabonetes, escovas e pastas. Ainda, vamos enviar cerca de 10 mil máscaras de tecido, 500 frascos de álcool em gel e duas cadeiras odontológicas. Mesmo de longe, o esforço para ajudar a esses povos é grande, principalmente pela imunidade do povo indígena ser inferior à nossa. Eles precisam ser orientados e bastante cuidados”, explica.

A instituição tem trabalhado para juntar ainda mais materiais. “A meta chegar também aos estados do Amazonas e Mato Grosso. Queremos enviar ainda mais 20 mil máscaras em tecido e também cestas básicas nas próximas semanas”, completa Caio Eduardo.

Parceria
Para a confecção das máscaras, a ONG firmou parceria com a Casa do Adolescente de Heliópolis, em São Paulo (SP), pelo projeto “Máscaras Solidárias – A Saúde Une Todos”, que conta com a participação de instituições do setor da saúde, costureiras e empresas, para a confecção e distribuição gratuita de máscaras de tecido estampadas com frases de motivação, que serão destinadas a população indígena do estado. A previsão de chegada é nos próximos dias.

O projeto tem como objetivo fomentar emprego, saúde e renda para quem mais precisa neste momento de crise, vivido por todos os brasileiros. As máscaras são de tecido duplo e trazem diversas frases que representem a voz de uma população que necessita de proteção e acolhimento, em um momento tão delicado como este que o mundo está passando.

Para a idealizadora do projeto, a médica Albertina Duarte Takiuti, é importante passar informações corretas sobre higienização e uso correto das máscaras. “Meu desejo como médica há 40 anos é que o maior número de pessoas tenha acesso. Por isso, nasceu nosso projeto. E estou muito feliz com essa parceria. Levar máscaras para aldeias indígenas podendo, assim, proteger seres humanos que vivem em regiões de difícil acesso. A saúde une todos”, ressalta Albertina.

Doutores da Amazônia
Conhecida em Rondônia como Doutores Sem Fronteira, a ONG mudou recentemente o nome para Doutores da Amazônia. A instituição realiza atualmente a maior ação voluntária na área de odontologia no mundo. A ONG já beneficiou mais de 40 etnias indígenas e comunidades da Amazônia, com atendimentos nos estados do Amazonas, Rondônia e Mato Grosso, totalizando mais de 9 mil atendimentos, com mais de 20 mil procedimentos.

O objetivo da Doutores da Amazônia é oferecer, por meio de ação voluntária, utilizando o conhecimento de seus associados, para erradicar a falta de acesso da população mais distante à saúde, educação e bem estar, sem interferir na cultura, religião e características sociais das localidades atendidas.

Para mais informações sobre a ONG, acesse o site: www.doutoresdaamazonia.org.br e/ou Instagram: www.instagram.com/doutoresdaamazonia.

Assessoria