Mundo

Embaixadas e consulados recebem pacotes suspeitos na Austrália

As autoridades da Austrália estão investigando, nesta quarta-feira, o envio de vários pacotes suspeitos para diversas embaixadas e consulados em Camberra e Melbourne, segundo informações de fontes oficiais.

“Os pacotes estão sendo examinados pelos serviços de emergência que atenderam as chamadas. As circunstâncias em torno dos incidentes estão sendo investigados”, disse a Polícia Federal australiana, através de um comunicado.

O consulado da Espanha em Melbourne recebeu um desses pacotes que dizia que havia uma inscrição escrito que podia ser “ser nocivo para os pulmões”, então a polícia agiu rapidamente e retirou os funcionários do local, disse à Agência Efe, uma fonte diplomática do país europeu.

“Estamos em contato contínuo com as autoridades que levaram o caso muito a sério”, afirmou o representante espanhol na Austrália, esclarecendo que ninguém foi afetado neste incidente.

O portal de emergência do estado de Victoria, cuja capital é Melbourne, informou pelo menos dez alertas sobre a possível presença de “material perigoso” nesta cidade no sudeste do país.

Outras legações diplomáticas que teriam recebido estes pacotes com potenciais substâncias perigosas, que acreditam se tratar de amianto, são os consulados dos Estados Unidos, Índia, França, Hong Kong, Nova Zelândia, Itália, Suíça, Paquistão, Grécia, entre outros, informou a emissora local “ABC”.

A consulesa honorária da Suíça em Melbourne, Manuela Erb, disse à “ABC” que seu gabinete recebeu um pacote suspeito de que “acredita-se que não seja perigoso, mas está sendo considerado (o pacote) como perigoso.

Uma funcionária da Nova Zelândia disse para a mesma emissora que seu consulado recebeu um envelope similar contendo sacos de plástico com o que parecia ser cimento e amianto e no qual estava escrito a palavra “amianto”.

Na última segunda-feira, autoridades retiraram um pacote suspeito do consulado argentino em Sydney, que acabou sendo inofensivo, depois de receber um alerta de um membro daquela delegação.

EFE Sydney (Austrália)

Comentários

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios