Connect with us

Hi, what are you looking for?

Capital

Empresa avança proposta de tarifa podendo operar o transporte público de Porto Velho

A empresa prometeu comprar 143 ônibus fabricados entre os anos de 2014 a 2020

A empresa JTP Transportes foi classificada na fase de proposta técnica do certame para operação do transporte coletivo de Porto Velho e agora avança para a fase de proposta de tarifa. O edital da licitação do transporte público foi relançado pela Prefeitura Municipal no dia 1º de outubro do ano passado. A sessão pública para iniciar o processo de credenciamento das empresas interessadas, aconteceu no dia 02 de dezembro. Na época, a única empresa a se candidatar no processo licitatório foi a JTP Transporte.

De acordo com site Diário do Transporte, na proposta técnica aberta na última quinta-feira (20/02), a JTP prometeu comprar 143 ônibus fabricados entre os anos de 2014 a 2020. A companhia ainda propôs os prazos de 03 (três) a 06 (seis) meses após a eventual assinatura do contrato para implantação de todas as funcionalidades do Cento de Controle Operacional (CCO) e de 12 meses para concluir o Sistema de Informação ao Usuário (SIU).

A empresa que desde o ano passado opera o transporte público em Embu das Artes, na Grande São Paulo, conseguiu 15.680 pontos na análise dos quesitos técnicos. Não houve pontuação no item sobre câmeras de vigilância nos coletivos porque o índice de frota com o equipamento proposto pela empresa foi inferior a 50%.

Na ocasião, segundo o site, o presidente da Comissão Técnica, Victor de Oliveira Souza, sugeriu à presidente da Comissão de Licitação, Adriana Rosa de Souza, que a JTP passasse para a fase de análise de proposta comercial. Entretanto, fez ressalvas como a necessidade de apresentar a relação dos atuais trabalhadores do sistema de transportes que serão aproveitados para sua frota e projeto de garagem. Adriana Rosa aceitou o parecer.

Na ata, a Comissão de Licitação diz que a proposta comercial da JTP, ou seja, a remuneração solicitada por passageiro transportado (não necessariamente a tarifa paga pelo usuário) é de R$ 4,05.

Os técnicos vão analisar a viabilidade da tarifa e os demais dados de comprovações financeiras. A sessão com o resultado da análise ainda vai ser marcada.

De acordo com edital da licitação, a concessão será de 15 anos, podendo ser prorrogado por mais cinco. O valor dos contratos é estimado em quase R$ 1,1 bilhão. O critério de julgamento será a melhor proposta técnica com o menor valor da tarifa do serviço prestado. A empresa ganhadora da licitação também vai ser responsável pela gestão dos sistemas organizacionais e o atendimento aos usuários.

Fonte: Portal da Cidade

Faça um comentário

Você pode gostar

Capital

Fundado oficialmente apenas em 1914, o bairro Triângulo é o mais antigo de Porto Velho, abrigava os trabalhadores da Estrada de Ferro Madeira Mamoré,...

Capital

Realizado nesta quarta – feira (07), um leilão na B3 (Bolsa de Valores de São Paulo), na qual foram leiloados 22 aeroportos em 12...

Capital

Profissionais de saúde que estão em atividade nas unidades médico-hospitalares públicas e privadas que atendem pacientes diagnosticados com a Covid-19 continuam sendo imunizados pela...

Brasil

Falta de matéria-prima importada ameaça fabricação de imunizantes contra a covid no país. IFA que chegaria esta semana para o Butantan só desembarca na...