Connect with us

Olá, tudo bem? O que você está pesquisando?

Capital

Esquecida no quintal de casa – Por Álisson Chaves

A Estrada de Ferro Madeira Mamoré tem uma história incrível, toda sua saga de um século até sua conclusão, parece causar mais interesse lá fora que aqui por muitos brasileiros. E talvez isso já nem te surpreenda. Vai ver é o famoso complexo tupiniquim sempre presente ou quem sabe cultura a máxima de que se é passado é velho então… hashtag joga fora.

A Madeira Mamoré, apelidada de “Ferrovia do diabo”, devido tantas vidas ceifadas para que os trilhos estivessem no meio da floresta amazônica, a nossa Maria fumaça, que diziam ir do nada a lugar nenhum, agora pelo menos na estação de Porto Velho está linda de tudo, só não pode ser aberta ao público no momento pela questão da pandemia e alguns detalhes técnicos.

 As demais partes, tanto nos distritos como até Nova Mamoré e Guajará Mirim, ainda estão jogadas a sorte, e para piorar ainda tem quem piche ou se aproprie das peças usando o argumento: “Está largado no mato é lixo, tá abandonado pode ser meu.”

A Estrada de Ferro Madeira Mamoré foi um sonho de alguns que envolveu a contribuição de pessoas de nações de todo o mundo. Era justo nossa memória ter mais cuidado e respeito, mas aí primeiro precisa envolver a consciência, a valorização… lá de fora sim, mas acima de tudo da nossa gente. Que toda essa história e patrimônio que está no nosso quintal continue bem no coração, aí vamos longe, bem longe, ficando por aqui mesmo. A gente merece. A Maria Fumaça também.

Sobre o Autor

Álisson Chaves, cria de Porto Velho/RO, graduado em Publicidade e Propaganda, presta serviço para agências e produtoras de comunicação e é autor do livro “30 Contos que Escrevi e Fiz de Tudo pra Não Te Contar”.

Além de apaixonado por dança, esporte e prosa, o portovelhense que é bairrista quase totalmente assumido, sonha por um país mais comprometido, sustentável e livre de mimos e idolatria a políticos.

Faça um comentário

Você pode gostar

Brasil

    Na minha contínua necessidade de “ler o mundo”, um dos caminhos é a leitura de jornais. Essa “troca de ideias” com pessoas...

Contraponto

[Tendo em vista (i) o impacto dos acontecimentos recentes na França e (ii) a profundidade da análise feita por Theodore Dalrymple, peço licença a...

Brasil

Em 09 de julho de 2020 o senador Randolfe fez uma live com seus heróis médicos, que salvaram muitas vidas no Amapá usando um...

Brasil

“Escola Nacional”, nome bonito, não? Nos faz pensar em um ensino para todo o país, uma responsabilidade de educação ampla e aprofundada com alcance...