Mundo

Estrategia de Guaidó visa encurralar Maduro paralisando a Venezuela

Juan Guaidó convocará protestos nesta segunda-feira e vai declarar “emergência nacional”, em uma tentativa de encurralar ainda mais o presidente Nicolás Maduro pelo apagão que paralisa a Venezuela há quatro dias e sobrecarrega a população, o que aumenta a falta de água e a comida no país.

Reconhecido por 50 países como presidente interino da Venezuela, Guaidó vai comandar uma “sessão de emergência” no Congresso de maioria opositora ao atual governo da da Venezuela, e ainda insistir na ajuda humanitária, após a tentativa frustrada de entrada de material no país em 23 de fevereiro, “não podemos virar o rosto para a tragédia que nosso país vive. Solicitarei o decreto do estado de emergência nacional”, afirmou o presidente do congresso, que se declarou disposto a autorizar a ação de uma força estrangeira.

O governo prorrogou a suspensão da jornada de trabalho e das aulas nas escolas, anunciada na tarde de quinta-feira, quando teve início o corte de energia elétrica, o pior registrado neste país de 30 milhões de habitantes foram afetados

Serviço foi restabelecido por curtos períodos em algumas áreas, mas a crise ainda não foi solucionada, a população luta contra o tempo para salvar os alimentos, em um país que sofre com a falta de comida e de remédios, além de uma hiperinflação. Muitas casas têm cisternas de água porque sempre há racionamento na Venezuela, mas as bombas não funcionam sem energia elétrica. Em Caracas, muitos formam filas em pontos de água no sopé das montanhas de Ávila.

-Fonte: Uol Notícia

 

Comentários

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios