Saúde

Eu não gosto de alface! – Por Dani Moutinho.

Above

Sim, senhoras e senhores! Eu, definitivamente, não gosto de alface!

Na verdade, do mundo das verdinhas, pouquíssimas delas fazem minhas papilas gustativas saltar de felicidade.

Ah, eu queria muito ser aquela mulher fit da capa da boa forma que saliva ao ver um prato de salada, mas, não. Isso não ocorre.

Eu também não gosto de chocolate, o que acho que no plano astral equilibra os gostos, no final das contas não?

Pensa comigo como seria incrivelmente mais drástico se, além de não gostar de alface, eu amasse chocolate? Eu ia espirrar, e rolar daqui até a Antuérpia. Ou, ia me transformar em tatu-bola ao abaixar pra amarrar os sapatos…

Pelo equilíbrio do Cosmo, minha inapetência para alface é a mesma para chocolate.

Você, provavelmente, deve estar na frente do computador ou celular com uma cara esquisita e pensando “Como assim ela não gosta de alface?” “Ela gosta de chocolate, só não provou direito”

Mas, meu querido leitor, a verdade é que eu não gosto mesmo desses alimentos… E tudo bem!

Você pode amar fígado e odiar fruta do Conde.

taioba, orelha-de-elefante, macabo, mangará, mangará-mirim, mangareto, mangarito, taiova, taiá ou yautia.

Ou gostar de taioba  e ter nojinho de paçoca. Você pode salivar por manga, mas, fazer carinha de repulsa ao ver um prato de macarrão. Você pode até mesmo amar damasco com requeijão e odiar maçã. Está tudo bem!

Assim como as peculiaridades alimentares, nossas preferências nos fazem únicos. Portanto, cultive sua individualidade e seja feliz!

Só não seja mal educado e fale “Eca” quando alguém te oferecer um repolho.

 

 

Daniele Moutinho
Daniele Moutinho
Below