Siga nossas redes sociais!

Hi, what are you looking for?

Esporte

Evento em São Paulo marca volta de medalhistas olímpicos ao ringue

Com 1,78 metro, Esquiva Falcão passa longe dos quase três metros de altura que tinha Golias, segundo a Bíblia. O currículo do capixaba de 30 anos, porém, é gigante. Vice-campeão olímpico em 2012, em Londres (Inglaterra), ele venceu as 26 lutas que fez no boxe profissional. Por ironia, o adversário na primeira luta desde o início da pandemia do novo coronavírus (covid-19), tem o nome Davi. Mais precisamente, Davi Eliasquevici, paulista de 31 anos e campeão sul-americano em 2017.

O embate pela categoria super-médios (até 75 quilos) será um dos principais da nona edição do Boxing For You, marcado para o próximo dia 29 de agosto, na Arena de Lutas, na Barra Funda, zona oeste de São Paulo. A disputa terá, como luta principal, o campeão olímpico Robson Conceição enfrentando o paulista Eduardo Reis na categoria super-penas (até 58,5 kg). Medalhista na Olimpíada Rio 2016 está invicto no profissional, com 13 vitórias, seis por nocaute. O baiano, de 31 anos, está sem competir nos ringues há mais de um ano, devido à uma cirurgia nas mãos.

Por conta da pandemia, os combates não terão presença de público. Atletas e funcionários da organização serão submetidos a um protocolo sanitário. “Todos os lutadores e o pessoal envolvido no evento serão testados dez dias antes e no dia da pesagem. Nesse dia, todos ficam em lockdown, só saem do hotel para o evento. A comida será enviada a eles no quarto”, descreve Daniel Leal, um dos responsáveis pelas lutas.

“A arena será higienizada antes, durante e depois das lutas. Todos deverão usar máscaras e luvas. Não teremos uso de ar condicionado, somente ventilação natural e ventiladores para o ar circular. O pessoal será reduzido, os jurados usarão face shield [escudo facial] e todos serão higienizados nos intervalos”, completa.

Só elogios

Oponentes no ringue, Esquiva e Davi nutrem respeito mútuo. “O Davi me desafiou algumas vezes pelo Instagram. Chegou o momento. É um adversário duro, um dos caras mais duros para se lutar. Ele gosta de trocar socos, não recua, será uma boa luta. Tomara que ele esteja bem preparado para darmos um bom show e que nossa luta possa reviver o boxe no Brasil”, declarou o vice-campeão olímpico, em vídeo publicado em seu canal no YouTube.

À Agência Brasil, Davi também enalteceu o adversário. “Sou muito fã do Esquiva, do estilo de luta dele. É medalhista olímpico, merece todo o respeito da nação. Estou me preparando muito, sem moleza. Quais serão as minhas armas? Sou um boxeador que procura o confronto, que anda para frente. Estou confiante. Claro, respeito demais o Esquiva, mas, dentro do quadrilátero, que vença o melhor. Acredito que o princípio da vida é ter humildade”, afirmou o pugilista radicado em Balneário Camboriú (SC), que soma 14 vitórias, nove derrotas e um empate na carreira.

Veja abaixo o card (cartão) com a ordem das lutas do próximo dia 29, que abre às 20h30 (horáio de Brasília).

Super-galo feminino (até 55,3 quilos): Lila Furtado x Eduarda Gomes

Médio-ligeiro masculino (até 69,8 quilos): Vitor Siqueira x Kenes Carneiro

Super-médio (até 75 quilos): Esquiva Falcão x Davi Eliasquevici

Super-pena (até 58,5 quilos): Robson Conceição x Eduardo Reis

Por Agência Brasil

Comente
Orondoniense
Escrito por:

Você pode gostar

Destaques

Fico encantado com uma parte música ‘´Piano Bar’, do grupo Engenheiros do Hawaii: “Na verdade nada é uma palavra esperando tradução”. A canção é...

Destaques

O Ministério Público do Estado de Rondônia e a Policia Civil deflagraram neste sábado, 6 de março de 2021, a terceira fase da Operação...

Capital

O bar mais charmoso de Porto Velho, conhecido pelo lema “Um boteco pra chamar de seu”, não aguentou os sucessivos fechamentos impostos pela pandemia...

Capital

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), realizou um levantamento do preço do gás de cozinha, em Porto Velho, na qual...